Empresário garante que Cruzeiro pagará salários na próxima semana

Régis Campos disse que funcionários e jogadores receberão pagamentos

16/10/2021 16:30 / atualizado em 16/10/2021 19:34
compartilhe
Régis Campos afirmou que salários serão pagos na próxima semana
foto: Igor Sales/Cruzeiro

Régis Campos afirmou que salários serão pagos na próxima semana


O Cruzeiro pagará ao menos uma folha de salários atrasados a jogadores e funcionários na próxima semana. Quem garante é Régis Campos , da construtora Emccamp, que se dispôs a colaborar financeiramente em benefício do clube.  Ele enviou áudio ao jornalista Jaeci Carvalho , colunista do Superesportes e do Estado de Minas (clique para acessar o conteúdo) .

“Vai pagar os funcionários da Toca I e da Toca II na semana que vem, a folha dos jogadores, tudo vai resolver”, disse Régis, que negou ainda o boato de que o dinheiro só seria liberado mediante renúncia do presidente Sérgio Santos Rodrigues.

“Não existe, em hipótese nenhuma, esse negócio de arrumar 10 milhões, 3 milhões, 9 milhões - o que for - para o Cruzeiro condicionando à saída do Serginho. Não existe essa possibilidade, nunca foi cogitado isso”.

Segundo Campos, o atual mandatário tem papel fundamental para a transformação do clube em Sociedade Anônima do Futebol. “Se um outro cara entrar agora, essa SAF não sai, nada anda, nada vai resolver. O problema não é esse”.

Os empresários além de Régis envolvidos no auxílio ao Cruzeiro são Pedro Lourenço, do Supermercados BH; Aquiles Diniz, ex-sócio do banco Inter; e Paulo Henrique Pentagna Guimarães, do banco BS2 e da concessionária de veículos Carbel.

Na segunda-feira, o grupo terá reunião com o presidente Sérgio Santos Rodrigues, na qual será definida a forma do aporte. A intenção é levantar um valor para resolver as remunerações pendentes e uma dívida na Fifa que impede o clube de fechar contratações.

O próximo compromisso do Cruzeiro na Série B é contra o Avaí, às 21h30 da próxima sexta-feira, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 31ª rodada. Por causa dos vencimentos pendentes, os jogadores fizeram greve nos últimos dias, porém decidiram retornar aos treinamentos neste domingo. 

Em 11º lugar, com 39 pontos em 30 partidas (oito vitórias, 15 empates e sete derrotas), o time celeste precisa ganhar os oito duelos restantes para ter chance de subir à Série A. A probabilidade é de 0,16%, de acordo com o Departamento de Matemática da UFMG.

Íntegra do áudio de Régis Campos


“Não existe, em hipótese nenhuma, esse negócio de arrumar 10 milhões, 3 milhões, 9 milhões - o que for - para o Cruzeiro condicionando à saída do Serginho. Não existe essa possibilidade, nunca foi cogitado isso.

O Serginho não pode sair. Ninguém vai pegar o Cruzeiro quebrado do jeito que está e assumir aquilo lá. Se um outro cara entrar agora, essa SAF não sai, nada anda, nada vai resolver. O problema não é esse.

Nós vamos dar um jeito, e vamos chegar no fim do ano, a partir de dezembro, a SAF está funcionando, o jogador passa para lá e é mais fácil ter dinheiro.

Está tudo sendo solucionado, não existe nenhuma condicionante do Serginho. O que ele falou é que são R$9 milhões atrasados contando tudo. Mas vai pagar os funcionários da Toca I e da Toca II na semana que vem, a folha dos jogadores, tudo vai resolver”.

Compartilhe