UAI

2

Irmã revela depressão de Gabigol, ídolo do Flamengo, em passagem pela Inter

Em declaração a programa de TV, Dhiovanna Barbosa relatou que atacante teve anemia e quadro de depressão quando esteve no clube de Milão

27/06/2022 19:43 / atualizado em 27/06/2022 20:12
compartilhe
Dhiovanna Barbosa ao lado do irmão Gabriel Barbosa: infeliz na Itália
foto: Reprodução/Instagram

Dhiovanna Barbosa ao lado do irmão Gabriel Barbosa: infeliz na Itália


Nesta segunda-feira, a irmã de Gabriel Barbosa, o Gabigol, revelou que o atacante do Flamengo teve um quadro depressivo no período em que jogava pela Inter de Milão, entre os anos de 2016 e 2017. A declaração de Dhiovanna Barbosa foi dada ao programa "Foi Mau", da RedeTV!, comandado por Maurício Meirelles.

"Chegava do treino e já ia direto para o quarto. Ficou com anemia e entrou em depressão", contou a irmã do atacante rubro-negro. Na Itália, Gabigol teve dificuldades para se adaptar e entrou em campo apenas em dez jogos, marcando um único gol pelo clube europeu durante a temporada.

"Naquela época mal conversávamos com ele. Nós (eu e meus pais) tentávamos de tudo para conversar, mas ele se privava. Foi a pior fase da minha vida. Para todo mundo da minha casa", declarou Dhiô Barbosa sobre a mudança para outro país.

Para a irmã do camisa 9 do Flamengo existe, sim, a possibilidade do atleta aceitar um novo desafio na Europa: "Ele quer. Parece que quanto mais tem isso de não ter dado certo (na primeira vez), mais ele tem vontade de fazer dar certo", garante.

Ainda no bate-papo com Maurício Meirelles, Dhiô comentou a "má fase" do atacante no Flamengo. "Todo jogador passa por jogos difíceis em que não marca gol. Mas meu irmão dá a vida dentro de campo, mostra para o que ele foi", defendeu. "No futebol são onze pessoas, então todo mundo tem que se ajudar", completou.

Com a aproximação da Copa do Mundo, a irmã do atacante ainda falou sobre a possibilidade de Gabigol ser convocado pelo técnico da Seleção Brasileira, Tite. "No caminho que meu irmão está, espero que seja. Torço para que sim. Mas não sabemos o dia de amanhã", disse Dhiovanna ao apresentador.

Compartilhe