Fortaleza

CAMPEONATO BRASILEIRO

Com nova opção tática, Santos visita Fortaleza para reagir no Brasileirão

Fernando Diniz pode manter a formação com quatro meio-campistas no Peixe

postado em 15/08/2021 10:46

(Foto:  Ivan Storti/Santos FC)
Após a boa vitória pela Copa Sul-Americana na quinta-feira, o Santos vai visitar o Fortaleza às 18h15 deste domingo, na Arena Castelão, mais confiante e com novas opções táticas. Bem-sucedido em suas escolhas no torneio internacional, o técnico Fernando Diniz pode manter a formação com quatro meio-campistas na partida a ser disputada na capital cearense, pela 16ª rodada do Brasileirão.

Na vitória por 2 a 1 sobre o Libertad, do Paraguai, o treinador escalou apenas dois atacantes, em vez do recorrente trio ofensivo. Fez essa opção porque Marinho foi desfalque por problemas físicos. A solução encontrada na quinta pode ser repetida no domingo porque Diniz tem chances remotas de contar com o principal atacante da equipe. Ele segue em tratamento e é dúvida para o jogo em Fortaleza.

Sem Marinho, o aproveitamento do Santos nesta temporada tem sido de apenas 44%. O atacante ficou fora de 18 dos 44 jogos disputados até agora. Foram seis vitórias, seis empates e seis derrotas nestas partidas.

Para compensar esta baixa de peso, Diniz mudou a formação tática na quinta e foi feliz. No lugar do atacante, colocou o meia Gabriel Pirani para fortalecer a armação, ao lado de Carlos Sánchez, compondo o setor ainda com os volantes Camacho e Jean Mota, que assumiu a vaga de titular com a confirmação da saída de Alison na sexta-feira.

Com esta formação, Diniz fortaleceu a criação do time, tão criticado nos últimos meses pelas oscilações e pelo baixo número de finalizações. Esta solução melhorou o rendimento tanto a produtividade do ataque, com mais chutes, quanto da efetividade. Foram dois gols, num contexto em que o Santos vinha de apenas um marcado nos três jogos anteriores.

Com o meio-campo e o ataque azeitados, o Santos espera melhorar seu rendimento também no Brasileirão, após alcançar as quartas de final da Copa do Brasil e se aproximar da classificação às semifinais da Sul-Americana. No Campeonato Brasileiro, a situação é bem diferente. O Santos conquistou apenas uma vitória nos últimos cinco jogos.

Mas, para reagir, o time não terá o próprio Diniz no banco de reservas. Como levou o terceiro cartão amarelo no clássico com o Corinthians, no fim de semana passado, ele vai cumprir suspensão O auxiliar Eduardo Zuma vai comandar a equipe no Castelão.

Com 20 pontos, a equipe paulista começou a rodada na oitava colocação. Uma vitória neste domingo deve aproximar o Santos do G-6, a zona de classificação para a Copa Libertadores. Do outro lado, o Fortaleza faz sua melhor campanha da história na competição. Está em terceiro lugar, com 30 pontos.

Fortaleza

Apesar de estar jogando sem torcida por conta da pandemia, é a força do Castelão que tem feito a diferença no Brasileirão. O Fortaleza não perdeu ainda jogando como mandante e, dos sete jogos disputados em casa, venceu seis e só empatou um. Como mandante, marcou 16 gols e sofreu apenas quatro e só perdeu para o Ceará no estádio por 3 a 1, porém o mando era do Ceará.

O Fortaleza chega para esta partida embalado pela vitória fora de casa sobre o Palmeiras por 3 a 2. Para o jogo deste domingo, o técnico Juan Pablo Vojvoda não terá o volante Felipe, expulso na rodada anterior. Com isso, justamente Ederson deve voltar ao time titular na vaga dele.

O atacante David, que não enfrentou o Palmeiras por estar com sinusite, está à disposição de Vojvoda. Se ele não retornar, Romarinho continua no time.

Tags: futnacional seriea santossp fortalezace