UAI


Fortaleza vence Athletico-PR e alcança vice-liderança do Brasileirão

Duelo ocorrido no Castelão contou com gols de Lucas Lima, Yago Pikachu e Robson

23/10/2021 21:33 / atualizado em 23/10/2021 22:39
compartilhe
Furacão foi facilmente batido pelo Fortaleza
foto: Divulgação / Atletico-PR

Furacão foi facilmente batido pelo Fortaleza


O Fortaleza vem mostrando jogo a jogo que pode sim garantir uma vaga inédita à Copa Libertadores da América de 2022. Na noite deste sábado, recebeu o Athletico-PR no Castelão, e venceu por 3 a 0, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time cearense teve início perfeito e marcou dois belos gols, com Lucas Lima e Yago Pikachu, em seis minutos. Robson, já no segundo tempo, completou o merecido placar.

Com a vitória, o time chegou aos 48 pontos e assumiu a vice-liderança, atrás apenas do Atlético, que tem 56. Flamengo e Palmeiras, porém, somam 46, mas têm jogos atrasados. O Athletico, que entrou em campo com reservas visando o segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil diante do Flamengo, segue com 34 pontos, mas caiu para a 11ª colocação. Além disso, pode perder posições para Atlético-GO e São Paulo, que somam 34.

O início do Fortaleza foi avassalador. No primeiro ataque, logo aos 50 segundos, a bola sobrou na esquerda da área para Lucas Lima, que chutou muito forte, de primeira, e marcou um golaço. E apenas cinco minutos depois o placar foi ampliado. Yago Pikachu recebeu fora da área, de frente para o gol, ajeitou a bola e chutou no cantinho para fazer outro belo gol.

Completamente dominado, o Athletico até teve uma boa chegada em cabeçada de Zé Ivaldo, mas Marcelo Boeck espalmou para fora. Fora isso, todas as chances foram do time da casa, que ainda teve oportunidades com Éderson, Robson, Lucas Lima e Lucas Crispim. Este último cobrou falta perigosa e a bola chegou a bater na trave antes de sair.

No segundo tempo, foram os paranaenses quem assustaram logo no primeiro minuto, em chute de Christian. Mas depois disso, o Fortaleza seguiu com amplo controle do jogo e era o único que buscava o ataque em busca de mais gols. Conseguiu o objetivo aos 15 minutos, quando Lucas Lima cruzou muito bem da esquerda e encontrou Robson na segunda trave para completar de cabeça.

Na parte final, o Athletico conseguiu reagir e exercer pressão com tentativas de Bruno Melo, Pedrinho e Canesin. Aos 39 minutos, Pedro Rocha completou escanteio e exigiu grande defesa de Boeck. Depois, Mingotti teve grande oportunidade ao sair da cara do gol, mas chutou para fora.

Os duelos da 29ª rodada estão marcados para o próximo sábado. Às 17h, o Athletico recebe o Santos na Arena da Baixada, em Curitiba. Mais tarde, às 21h, o Fortaleza estará em Belo Horizonte, onde duela com o América-MG, no Independência. Antes, os dois times entram em campo na quarta-feira, às 21h30, pelas semifinais da Copa do Brasil. Depois de perder o primeiro jogo por 4 a 0, o Fortaleza recebe o Atlético-MG no Castelão em busca de um milagre. Já o Athletico conquistou um empate por 2 a 2 em casa e agora visita o Flamengo, no Maracanã, precisando de uma vitória para ir à decisão.

FORTALEZA 3 X 0 ATHLETICO PARANAENSE


FORTALEZA: Marcelo Boeck; Éderson, Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu (Lucas Crispim, que foi substituído por Edinho), Matheus Jussa, Lucas Lima, Ronald e Bruno Melo (Daniel Guedes); Robson (Wellington Paulista) e David (Depietri)
Técnico: Juan Pablo Vojvoda

ATHLETICO-PR: Bento; Khellven, Zé Ivaldo, Lucas Fasson e Pedrinho (Kleiton); Christian (Nico Hernández) e Fernando Canesin; Carlos Eduardo (Jaderson), Jader (Márcio Azevedo) e Pedro Rocha; Bissoli (Vinicius Mingotti)
Técnico: Alberto Valentim

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 23 de outubro de 2021, sábado
Hora: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Brigida Cirilo Ferreira (Fifa-AL)
VAR: Vinicius Furlan (SP)
Cartões amarelos: Robson e Éderson (Fortaleza); Fernando Canesin e Christian (Athletico-PR)

GOLS:
Fortaleza: Lucas Lima (aos 50 segundos do 1º tempo), Yago Pikachu (aos 6 minutos do 1º tempo) e Robson (aos 15 minutos do 2º tempo)


Compartilhe