UAI


Por 'orgulho próprio', Tite quer jogar contra Bélgica antes da Copa de 2022

Seleção Brasileira foi eliminada na última Copa do Mundo, na Rússia, pelo time belga

29/10/2021 17:37
compartilhe
Tite e Roberto Martínez lado a lado no duelo entre Brasil e Bélgica, pela Copa do Mundo de 2022
foto: AFP / Luis Acosta

Tite e Roberto Martínez lado a lado no duelo entre Brasil e Bélgica, pela Copa do Mundo de 2022


 
Reclamação constante do técnico Tite, a ausência de jogos contra equipes europeias irá se manter pelo menos até o fim das Eliminatórias Sul-Americanas, em março do próximo ano. Mas quando surgir finalmente a oportunidade de enfrentar seleções do Velho Continente, o técnico já tem suas preferências: Bélgica e Itália.

"Bélgica. Primeiro a Bélgica, por uma questão de orgulho próprio E o segundo, a Itália. Um porque me retirou da Copa em um jogo que eu queria ter a oportunidade de ter mais tempo, no mínimo a prorrogação. E aí fica o sentimento... E Itália foi campeã (da Eurocopa). É a mais alta escalação de enfrentamento que nós podemos ter", disse o técnico na coletiva que se seguiu ao anúncio dos convocados para os dois próximos jogos das Eliminatórias, contra Colômbia e Argentina.

Na avaliação de Tite, jogos contra equipes do primeiro escalão europeu são a única forma justa de comparar o nível em relação aos sul-americanos. "O que a gente pode avaliar (no momento) é o nível das Eliminatórias Europeias e o nível das Eliminatórias Sul-Americanas. A nossas são fáceis? Talvez. Jogar contra o Peru lá em Lima é fácil? E contra a Bolívia, na altitude, é fácil?", indagou.

Sem jogos contra os europeus, o técnico considera que essa discussão fica mais no debate teórico. "Objetivamente, não (dá para comparar). A gente pode responder talvez, mas não dá pra cravar, pra que não fique uma coisa rasa. Nós não temos esse enfrentamento, então fica essa dúvida", considerou.

Compartilhe