UAI

2

Morre Francisco Gento, lenda do Real Madrid e vencedor de seis 'Champions'

Ex-jogador é o maior ganhador de Liga dos Campeões da história do futebol

18/01/2022 13:30
compartilhe
Francisco Gento é o maior ganhador de Liga dos Campeões da história do futebol
foto: Valery HACHE / AFP

Francisco Gento é o maior ganhador de Liga dos Campeões da história do futebol


O Real Madrid anunciou, nesta terça-feira, a morte, aos 88 anos, de Francisco Gento, lenda e único jogador da história do futebol a conquistar seis Copas da Europa.


"O Real Madrid C.F., seu presidente e seu Conselho Diretor lamentam profundamente o falecimento de Francisco Gento, presidente de honra do Real Madrid e uma das maiores lendas do nosso clube e do futebol mundial", disse o clube em comunicado.

Conhecido como "Galerna del Cantábrico" (Vendaval da Cantábria), devido ao vento que açoita a costa da sua terra natal, o rápido lateral esquerdo jogou 18 temporadas pelo Real Madrid entre 1953 e 1971, sendo o homem que mais títulos conquistou com o time.

Arrebatou seis Copas da Europa, cinco delas consecutivas (1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1966), um marco alcançado apenas por ele.

A estes troféus juntam-se 12 Ligas, 2 Copas de Espanha, 1 Copa Intercontinental, 1 Pequena Taça do Mundo e 2 Copas Latinas.


Gento, que disputou 600 jogos e marcou 182 gols, foi um dos arquitetos do Real Madrid nas décadas de 1950 e 1960, que teve outros nomes importantes como Alfredo Di Stéfano e o francês Raymond Kopa.

"Além da sua espetacular condição como jogador, foi o elo entre duas gerações lendárias no Real Madrid: a das cinco primeiras Copas da Europa e a da equipe 'yé-yé'", afirmou o Real Madrid.

"A figura de Paco Gento representa fielmente todos os valores do Real Madrid, e foi e continuará a ser uma referência para o Real Madrid e para o mundo do esporte", acrescentou o clube madridista.

"Os madridistas e todos os fãs de futebol vão sempre se lembrar dele como um de seus grandes mitos", insistiu o clube merengue.

O técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, comunicou a morte à equipe, que fez um minuto de silêncio em homenagem a Gento antes do treino de hoje.

"Esta manhã morreu uma lenda deste clube: Paco Gento. Passou 18 anos neste clube ganhando seis Copas da Europa e 12 Ligas. Então, vamos nos recordar dele com respeito e um minuto em sua memória", disse Ancelotti, em um vídeo divulgado pela equipe.

Além de sua grande passagem pelo Real Madrid, Gento também foi relacionado 43 vezes na seleção espanhola, com quem jogou nas Copas do Mundo de 1962 e 1966. E, embora tenha participado da trajetória de La Roja até a final da Eurocopa de 1964, não jogou nela, vencida contra a URSS (2-1).


Sua morte provocou reações de condolências de todas as áreas do esporte.

"É um dia triste para o esporte espanhol. Nos despedimos de um de seus mitos. Sempre lembraremos dele por sua luta, por seus sucessos e por ser pioneiro nas melhores competições do planeta", disse o Comitê Olímpico Espanhol (COE).

Outra lenda do Real Madrid, José Miguel González "Michel" elogiou-o como "o jogador espanhol de referência por muitas gerações. Você não poderá sair em silêncio como gostava de viver; você foi tão grande que nos lembraremos de você no mais alto nível pessoal e futebolístico. Bola de Ouro universal".

"Seus inúmeros títulos com o Real Madrid e sua participação nas Copas do Mundo de 1962 e 1966 serão sempre lembrados", escreveu a Fifa em sua conta oficial no Twitter.


Compartilhe