UAI

2

Liverpool vira contra o Villarreal e está na final da Liga dos Campeões

Equipe espanhola começou ganhando a partida por 2 a 0, mas sofreu o revés

03/05/2022 18:08 / atualizado em 04/05/2022 01:34
compartilhe
Brasileiro Fabinho marca na vitória do Liverpool sobre o Villarreal
foto: Paul ELLIS / AFP

Brasileiro Fabinho marca na vitória do Liverpool sobre o Villarreal



O Liverpool sofreu, mas conseguiu vaga na decisão da Liga dos Campeões. A equipe encarou o Villarreal nesta terça-feira, pelo jogo de volta da semifinal, e levou dois gols, mas virou o jogo e fechou a contagem em 3 a 2. Com o agregado, tudo se encerrou em 5 a 2.

Quem abriu o placar para o elenco de Jurgen Klopp foi o brasileiro Fabinho. Depois, Luis Díaz e Mané fecharam a contagem. O principal destaque negativo dos três tentos foi o goleiro Rulli, que falhou em todos os lances.

O primeiro duelo entre as equipes ocorreu na quarta passada. Em Anfield, os Reds conquistaram 2 a 0 com um gol contra e outro de Sadio Mané.

Agora, o finalista Liverpool espera o vencedor de Real Madrid e Manchester City para saber quem enfrentará na decisão. O embate acontece nesta quarta-feira, às 16 horas (de Brasília). No jogo de ida as equipes protagonizaram um jogo eletrizante e os espanhóis conquistaram a vitória por 4 a 3.

Primeiro tempo

 
Para quem pensou que o jogo estava decidido por conta do embate da ida, com vantagem do Liverpool, o Villarreal mostrou que o roteiro não era bem assim.

Com nem cinco minutos no marcador, o time da casa abriu o placar. Após pressionar o adversário, Estupiñan cruzou para Capoue, que tentou finalizar mas acabou não tendo sucesso. A bola sobrou na área para Boulaye Dia reagir rapidamente e estufar as redes.

Não estava fácil para os ingleses. Com pressão a todo instante, o time de Jurgen Klopp não achava muitos espaços para criar perigo. O segundo do clube espanhol quase saiu aos 18 minutos, com Parejo. Robertson afastou mal e o camisa 5 pegou o rebote, mas errou a mira ao chutar muito à esquerda.

Os dois melhores lances dos Reds aconteceram na sequência. Thiago Alcântara pegou a bola em cheio próximo à área e acertou a trave. Depois, em um contra-ataque veloz, Jota invadiu a área e ficou cara a cara com o goleiro, mas Albiol conseguiu recuperar.

As emoções continuaram enquanto o árbitro não encerrou o período. Lo Celso foi lançado na área e chegou sozinho, de cara com Alisson. Em uma tentativa de driblar o goleiro, o argentino acabou caindo e pediu pênalti, mas o árbitro deixou o jogo seguir e não voltou atrás em sua decisão.

Novamente nas costas de Alexander-Arnold, o Villarreal achou mais um triunfo para marcar o segundo e empatar no agregado. Capoue deu mais um lançamento e Coquelin subiu mais que o lateral para mandar de cabeça.

Segundo tempo

 

O primeiro perigo da segunda etapa foi com Arnold. De longe, o atleta tentou chute forte e contou com um desvio para que a bola tocasse no travessão e fosse para fora.

Com 21 minutos, Salah achou Fabinho, que, livre de marcação, tentou chutar para o gol. Rulli até tentou defender, mas o arqueiro foi decepcionante na defesa e a bola passou por debaixo das suas pernas e balançou as redes. O brasileiro tirou um peso das costas da equipe, que cresceu na partida.

Logo na sequência, Luis Diaz o segundo para os Reds. Se Alexander não conseguiu ser superior na defesa nos dois gols do Villarreal, o lateral fez diferença no ataque desta vez. Ele lançou para o colombiano cabecear para o chão e deixar tudo igual no placar, com o agregado de 4 a 2.

Com nova falha, o goleiro do Villarreal não estava em um dia bom. Em ataque inglês, Rulli se antecipou demais para tentar afastar e deixou o gol escancarado para Mané apenas empurrar e decretar vaga na decisão.

Compartilhe