UAI

2

Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai lançam candidatura para Copa de 2030

Autoridades dos países oficializarão a candidatura no Estádio Centenário, em Montevidéu. Espanha e Portugal, em conjunto, já fizeram candidatura

02/08/2022 14:41 / atualizado em 02/08/2022 17:00
compartilhe
Autoridades dos países se reuniram para fazer candidatura conjunta
foto: AUF/Divulgação

Autoridades dos países se reuniram para fazer candidatura conjunta


Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai lançaram, nesta terça-feira, sua candidatura conjunta para sediar a Copa do Mundo de 2030, a primeira compartilhada entre quatro países.

As autoridades desses países oficializarão a candidatura no Estádio Centenário, em Montevidéu, onde o Uruguai derrotou a Argentina por 4 a 2 na final da Copa de 1930 e se sagrou como o primeiro campeão mundial.

Os mandatários de cada federação candidata, junto ao presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, assim como os respectivos ministros de Esportes, mostrarão o selo de um "mundial Centenário".

O desejo de trazer a Copa de volta à América do Sul vem de longa data e começou a ser desenhado entre Uruguai e Argentina. Em 2017, antes de um jogo entre as seleções pelas Eliminatórias, Luis Suárez e Lionel Messi posaram juntos com números em suas camisas que formavam 2030, dando o pontapé inicial para uma campanha que depois agregou Chile e Paraguai.

Já neste ano, em meados de junho, após presidir uma reunião entre representantes dos quatro países em Assunção para formar uma mesa de trabalho, o vice-presidente do Paraguai, Hugo Velázquez, indicou que o objetivo é "recorrer à história e, sobretudo, ao que o futebol representa para esta parte do continente".

Domínguez também enfatizou o mesmo ponto: "Ao completar 100 anos, a Copa do Mundo deve voltar a sua casa original, a América do Sul", tuitou então o presidente da Conmebol.

Forte rival


Espanha e Portugal, em conjunto, são por enquanto a única candidatura rival, após se postularem em junho de 2021. Marrocos, que a princípio se reuniria aos países ibéricos, pode se candidatar sozinho, mas ainda não o fez oficialmente.


Da mesma forma, Reino Unido e Irlanda desistiram em fevereiro da ideia de outra candidatura conjunta para o Mundial de 2030 e voltaram suas atenções para a Eurocopa de 2028.

Em outubro de 2021, o governo de Israel informou que o presidente da Fifa, Gianni Infantino, lançou a ideia de que o país poderia organizar o Mundial de 2030 com outros países da região liderados pelos Emirados Árabes Unidos.

Até agora, a maioria das Copas aconteceu na Europa. Antes do Mundial de 2014, no Brasil, a última edição na América do Sul tinha sido em 1978, na Argentina. Já o torneio de 2026 será organizado por Estados Unidos, México e Canadá, a primeira vez com três países em conjunto.

Compartilhe