UAI

2

Atlético e Cruzeiro têm as maiores dívidas do futebol brasileiro

Estudo foi produzido pela Sports Value, empresa de marketing esportivo, com base nos balanços financeiros de 2021 dos principais clubes do país

10/05/2022 12:45 / atualizado em 10/05/2022 12:48
compartilhe
Integrantes das diretorias de Atlético e Cruzeiro
foto: Divulgação

Integrantes das diretorias de Atlético e Cruzeiro

Atlético e Cruzeiro encerraram 2021 com as maiores dívidas do futebol brasileiro. Corinthians, Internacional e Botafogo completam as cinco primeiras colocações (veja o ranking na galeria abaixo).

As maiores dívidas do futebol brasileiro



O ranking foi elaborado pela Sports Value, empresa de marketing esportivo que publica anualmente um estudo sobre as finanças do futebol brasileiro. O mais recente, divulgado na última semana, leva em consideração os balanços de 2021 dos principais clubes do país.

O Atlético encerrou o ano com uma vultosa dívida de R$ 1.312 bilhão, a maior do futebol brasileiro. Segundo atualização feita pelo clube durante o Galo Business Day na última semana, o valor atualizado é de R$ 1.184 bilhão.

Ainda assim é superior à dívida do Cruzeiro, segundo colocado no ranking. O clube celeste, segundo o estudo, encerrou 2021 com um débito avaliado em R$ 1.020,4 bilhão.

Porém, o balanço financeiro aprovado pelo Conselho Deliberativo mostra que o Cruzeiro, na verdade, encerrou o ano com uma dívida de R$ 970 milhões (que, de todo modo, já seria a segunda maior do Brasil) e um déficit acumulado de R$ 1 bilhão.

A escalada das dívidas dos dois clubes nos últimos dez anos impressiona. Em 2011, o Galo devia R$ 367,6 milhões; já a Raposa tinha débitos que totalizavam R$ 120,3 milhões.

E a dívida do América?


O Coelho também viu a dívida crescer de 2020 para 2021. Porém, os valores são muito menores que os de Atlético e Cruzeiro.

Em 2020, o América devia R$ 86,7 milhões. Já em 2021 o valor saltou para R$ 91,7 milhões, um incremento também de 6%. É a 17ª maior dívida do futebol nacional.

Trecho do estudo feito por Amir Sommogi, da Sports Value
foto: Reprodução/Sports Value

Trecho do estudo feito por Amir Sommogi, da Sports Value


Compartilhe