UAI

2

Atlético inclui venda de Alonso, confirmada em 2022, nas finanças de 2021

Galo divulgou negociação do defensor ao Krasnodar, da Rússia, no dia 7 de janeiro deste ano

05/05/2022 16:17 / atualizado em 05/05/2022 18:57
compartilhe
Zagueiro Junior Alonso durante treinamento do Atlético na Cidade do Galo
foto: Pedro Souza/Atlético

Zagueiro Junior Alonso durante treinamento do Atlético na Cidade do Galo

O Atlético incluiu o valor da venda do zagueiro Junior Alonso ao Krasnodar-RUS, confirmada em 7 de janeiro de 2022, no balanço financeiro de 2021.

Veja os modelos finalistas do concurso Manto da Massa


Em documento enviado aos conselheiros nesta quinta-feira (5), a diretoria do Galo detalha as finanças do ano passado. O clube confirma que faturou R$ 99 milhões em transferências de atletas (venda ou empréstimo) em 2021.

"As principais operações foram dos atletas Marrony, Gabriel e Junior Alonso", lê-se em trecho do documento. O Atlético informa ter a receber R$ 45.760 milhões do Krasnodar-RUS pela transferência.

Os R$ 99 milhões arrecadados com negociações de jogadores em 2021 ficam abaixo da meta estabelecida pela diretoria, que era de R$ 120 milhões.

A passagem de Alonso pela Europa não durou muito tempo. Por conta do conflito entre Rússia e Ucrânia, o defensor paraguaio acertou o retorno por empréstimo ao Atlético no dia de 14 de março.

Paulo Braz, diretor de Finanças e Orçamentos do Atlético, explicou a medida durante o Galo Business Day. Segundo o dirigente, todo o contrato foi celebrado em dezembro e a contabilização "seguiu as normas internacionais".

"Esse é um ponto interessante. Todo o contrato foi celebrado em dezembro. A contabilização seguiu as normas internacionais. Nós submetemos esse contrato à auditoria, contabilizando dentro do regime de competência em que os fatos ocorreram acordados entre o nosso clube e o clube na Rússia. Então, a contabilização é perfeita sob a ótica de contrato e as cláusulas que foram ali estabelecidas", disse.

"Lembrando que esse contrato foi auditado pela BDO, com muito carinho, muita atenção, e nós fizemos a coisa certa. Na opinião, por exemplo, dos auditores, não há nenhum tipo de menção a esse assunto, porque a contabilização está correta", completou Paulo Braz.

Trecho de documento enviado aos conselheiros do Atlético
foto: Reprodução

Trecho de documento enviado aos conselheiros do Atlético


Compartilhe