2

MP recomenda banimento da Máfia Azul após emboscada a ônibus e morte

Ocupante do ônibus interceptado pela Máfia Azul morreu nesta segunda-feira, informou a Polícia Civil

29/11/2021 18:33 / atualizado em 29/11/2021 21:16
compartilhe
Emboscada da Máfia Azul a ônibus do Move, linha 6350, resultou em morte de uma pessoa
foto: PBH/divulgação

Emboscada da Máfia Azul a ônibus do Move, linha 6350, resultou em morte de uma pessoa



O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) expediu, nesta segunda-feira, recomendação à Federação Mineira de Futebol (FMF) para banir a torcida organizada Máfia Azul , do Cruzeiro, dos estádios de todo o país por seis meses .

A recomendação ocorreu devido à interceptação, por integrantes da Máfia Azul, de um ônibus do Move (linha 6350) com torcedores do Atlético, no bairro Novo Indústria, na região do Barreiro, em Belo Horizonte, no último domingo (28). O ato de violência contou com arremessos de paus, pedras, barras de ferro e bombas. Um ocupante do ônibus morreu nesta segunda (29), informou a Polícia Civil. Trata-se de Mateus de Freitas Ferreira, integrante da Galoucura, maior organizada do Atlético.

Outras sete pessoas que estavam no veículo alvo da emboscada ficaram feridas.

O crime ocorreu no Anel Rodoviário. A Polícia Militar conseguiu capturar seis suspeitos em flagrante.

O coletivo passava pelo Anel quando homens ligados à Máfia Azul, torcida organizada do Cruzeiro, forçaram a sua parada. Segundo a Polícia, foram arremessadas pedras, rojões e bombas do tipo coquetel molotov. O fogo causado pelos artefatos gerou ferimentos em passageiros.

Depois, o grupo fugiu em carros. Uma blazer branca, lotada de suspeitos, acabou interceptada por militares do 41° Batalhão da Polícia Militar. 

O ônibus do Move não transportava apenas torcedores. Havia inclusive crianças no veículo.

"Com eles, foram encontrados soco inglês, pedaços de pau, artefatos explosivos caseiros", disse, ao Superesportes e ao Estado de Minas no domingo à noite o tenente Marcelo Rocha.

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a Polícia Civil informou que autuou seis pessoas em flagrante por três crimes: "Sobre os fatos registrados no último domingo (28), no bairro Novo das Indústrias, em Belo Horizonte, a Polícia Civil de Minas Gerais informa que os seis suspeitos conduzidos, com idades entre 20 e 26 anos, foram ouvidos pela PCMG, nesta segunda-feira (29), e autuados em flagrante pelos crimes de associação criminosa, homicídio tentado e um consumado, de um homem de 20 anos. Com a conclusão dos procedimentos de polícia judiciária, os suspeitos foram encaminhados ao sistema prisional e a investigação prossegue para a completa elucidação dos fatos".

Por meio da 14ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Belo Horizonte, o MP recomendou que, nos dias de jogos, em todos os estádios do país e num raio de cinco mil metros de seus respectivos entornos, integrantes da Máfia Azul não tenham acesso. A medida, que tem caráter educativo, deve entrar em vigor a partir desta segunda (29) e tem duração de seis meses, recomenda o MPMG.
 
De acordo com o documento, o "banimento temporário consiste na proibição do uso, porte e exibição de qualquer vestimenta, faixa, bandeira, instrumento musical, ou qualquer objeto que possa caracterizar a presença da torcida organizada". 

Compartilhe