UAI


Juventude e Bahia empatam sem gols e continuam ameaçados pelo rebaixamento

Time gaúcho segue no Z4, com 30 pontos, enquanto baianos ficam em 15º, com 33

30/10/2021 22:37 / atualizado em 30/10/2021 22:42
compartilhe
foto: Divulgação/EC Bahia

No confronto direto contra o rebaixamento, ninguém se deu bem e se afastou da zona de rebaixamento. Na noite deste sábado, Juventude e Bahia empataram sem gols, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS) em duelo válido pela 29ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

O VAR foi o protagonista da partida no primeiro tempo, quando foi acionado por duas vezes antes dos 15 minutos de jogo, uma para cada lado, para marcação de suposto pênalti. O árbitro Paulo Roberto Alves Junior invalidou os dois lances.

O resultado é ruim para os dois lados. O Juventude completa sete partidas sem vitória e permanece na zona de rebaixamento, com 30 pontos na 17ª posição. O Bahia tem três pontos a mais (33), na 15ª colocação e segue encostado no Z4. Apesar da péssima colocação, o time baiano está invicto há seis jogos sob o comando de Guto Ferreira, com duas vitórias e quatro empates.

O primeiro tempo teve o VAR como protagonista. Logo no primeiro minuto, o árbitro Paulo Roberto Alves Junior assinalou pênalti para o Juventude em toque de mão de Renan Guedes. Após consultar o VAR, o lance foi invalidado.

Aos 15, nova consulta ao VAR em chute de Ronaldo, sem goleiro, que desviou em Vitor Mendes. A reclamação era de um toque de mão do defensor do Juventude. Após a consulta, o árbitro assinalou escanteio.

No primeiro tempo, o jogo se concentrou todo no campo de ataque do Juventude, que pressionava a saída de bola do Bahia, que jogava só no seu campo de defesa e apostava nos contra-ataques. Embora com mais posse de bola e a pressão constante, as jogadas mais perigosas de gol foram do Bahia. Além do lance de Ronaldo, no final do primeiro tempo, Raí Nascimento acertou o travessão de Marcelo Carné no final, aos 41 minutos.

O Juventude pressionou o Bahia desde o início do segundo tempo, mas tinha dificuldade em penetrar na área do time baiano. Assim, resolveu arriscar de fora da área. Aos 13, Ricardo Bueno chutou de longe, a bola quicou no gramado e quase entrou.

Aos 25, Wescley arriscou da entrada da área pela direita, a bola bate no travessão na linha e sai. No rebote, Ricardo Bueno desperdiçou para o o time gaúcho.

O Juventude tentou o gol da vitória abusando de bolas alçadas na área, mas no final quase sofreu o gol. Aos 44, em cobrança de falta, Gilberto levou perigo ao gol do time da casa.

Na próxima rodada, a partida do Juventude contra o Atlético-GO, fora de casa, pela 30ª rodada do Brasileirão, foi adiada. O jogo que seria realizado no dia 8 passou para 23 de novembro. Com isso, O time gaúcho volta a jogar somente dia 10 contra o Internacional, em casa, pela 31ª rodada. O Bahia vai receber o São Paulo, no domingo, dia 7 de novembro.

JUVENTUDE 0 X 0 BAHIA

JUVENTUDE
Marcelo Carné; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Dawhan, Jadson (Chico) e Guilherme Castilho (Wagner); Sorriso (Fernando Pacheco), Capixaba (Wescley) e Ricardo Bueno
Técnico: Jair Ventura

BAHIA
Danilo Fernandes; Renan Guedes, Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Jonas (Raniele), Patrick e Daniel (Gilberto); Ronaldo (Isnaldo), Raí Nascimento (Maycon Douglas) e Rodallega (Rodriguinho)
Técnico: Guto Ferreira

ÁRBITRO - Paulo Roberto Alves Junior (PR)

CARTÕES AMARELOS - Fernando Pacheco, Vitor Mendes e Gilberto

RENDA - R$ 12.440,00

PÚBLICO - 3.738 total

LOCAL - Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Compartilhe