UAI

2

Juventude vence o Corinthians em casa e garante permanência na Série A

Clube gaúcho ganha com gol de pênalti, já no fim, e rebaixa o Grêmio

10/12/2021 00:29
compartilhe
Chico, de pênalti, fez o gol da vitória sobre o Corinthians. Resultado assegurou o Juventude na elite
foto: Fernando Alves/ECJuventude

Chico, de pênalti, fez o gol da vitória sobre o Corinthians. Resultado assegurou o Juventude na elite


O Juventude está garantido na Série A do Campeonato Brasileiro em 2022. Na noite desta quinta-feira (9), a equipe gaúcha derrotou o Corinthians, por 1 a 0, e contou com o tropeço do Bahia na Arena Castelão para se manter na elite do futebol nacional. O gol que garantiu o clube de Caxias do Sul na elite foi marcado por Chico, de pênalti, já perto do fim da partida.



Desde o apito inicial no Alfredo Jaconi, o que se viu em campo foi o Corinthians com uma postura desinteressada e o Juventude ligado, dono da posse da bola, porém nervoso e ineficiente no ataque. Depois de uma bola na trave e três chances claríssimas de gol, o time treinado por Jair Ventura teve um pênalti marcado a seu favor no fim do jogo e garantiu a permanência na Série A.

Autor do gol que manteve o Juventude na Série A, Chico foi o principal organizador das jogadas de ataque da equipe. Teve muita frieza para bater o pênalti já nos minutos finais do segundo tempo e deslocar o experiente goleiro Cássio.

Após o apito final, elenco, comissão técnica e torcida do Juventude comemoraram o resultado em casa como se fosse um título. O sistema de som do estádio tocou "Festa", de Ivete Sangalo, e as arquibancadas não se esqueceram do rebaixamento do Grêmio à Série B.

Em campo, um carrinho de golfe transportou um bandeirão da torcida e os jogadores foram ao alambrado festejar.

JUVENTUDE 1 x 0 CORINTHIANS


JUVENTUDE
Douglas; Paulo Henrique, Vitor Mendes, Quintero (Roberson) (Didi) e Rafael Forster; Jadson (Bruninho), Dawhan (Ricardinho), Chico e Castilho (Wescley); Capixaba e Sorriso
Técnico: Jair Ventura

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Lucas Piton; Gabriel (Adson); Gabriel Pereira (Vitinho), Giuliano, Du Queiroz e Gustavo Mosquito (Roni); Jô (Gustavo Mantuan)
Técnico: Sylvinho

Estádio: Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Cartão amarelo: Gil e Roni (COR)
Cartão vermelho: Fagner (COR), aos 45'/2ºT
GOL: Chico (pênalti), aos 37min do 2ºT

Compartilhe