UAI

2

Náutico bate o Sampaio Corrêa e mantém chances remotas de acesso na Série B

Timbu fez o dever de casa nos Aflitos e ainda tem esperança de subir

15/11/2021 20:55
compartilhe
 
Náutico fez o dever de casa diante do Sampaio Corrêa e tem chance remota de acesso
foto: Náutico/Twitter

Náutico fez o dever de casa diante do Sampaio Corrêa e tem chance remota de acesso

Com chances remotas de acesso, o Náutico derrotou o Sampaio Corrêa por 2 a 1, na noite desta segunda-feira, no Estádio dos Aflitos, no Recife, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time pernambucano contou com a grande atuação do meia Jean Carlos para conquistar mais três pontos na competição.

Com o resultado, o Náutico chegou aos 52 pontos, na oitava posição e tem chances mínimas de acesso. O Avaí, em quarto, tem 58. O Sampaio Corrêa, por sua vez, ficou com 46.

Na penúltima rodada, o Sampaio Corrêa desafia o Cruzeiro na quinta-feira, às 21h, no Castelão, em São Luís (MA). No domingo, às 18h30, o Náutico recebe o Avaí nos Aflitos, no Recife (PE).

O JOGO


Os times fizeram um primeiro tempo aberto, mas o gol acabou não saindo. O Náutico optou por ter a posse de bola e tentou jogar o Sampaio Corrêa para o campo de defesa. O time maranhense não se limitou apenas a contra-atacar, criou boas oportunidades e poderia ter tido melhor sorte.

As jogadas do Náutico saíram, em sua maioria, dos pés de Jean Carlos. Ele ditou o ritmo do clube pernambucano e foi logo colocando uma bola na cabeça de Rafael Ribeiro, que mandou para fora. Paiva foi outro a ser agraciado com o passe do meia, mas também errou o alvo. Jean Carlos também buscou o gol, em algumas oportunidades, parou no goleiro Luiz Daniel.

O Sampaio foi se soltando aos poucos. Roney e Jackson tentaram de longe, mas Anderson apareceu para assegurar o 0 a 0. O time maranhense esboçou uma pressão nos minutos finais, sem conseguir inaugurar o marcador.

O panorama do segundo tempo mudou. O Náutico cresceu, envolveu o adversário e abriu o placar aos 23 minutos. Jean Carlos cobrou escanteio, Juninho Carpina aproveitou a sobra e arriscou. Camutanga desviou no meio do caminho e mandou para o fundo das redes.

A pressão do time pernambucano continuou e Álvaro fez 2 a 0 aos 29 minutos. Em nova tentativa de Jean Carlos, o atacante deu um leve desvio para marcar. O árbitro precisou consultar o VAR para validar o lance. Após ampliar, o Náutico acabou se acomodando e viu o Sampaio Corrêa crescer.

Aos 41 minutos, Éder Lima colocou a bola na cabeça de Gabriel Popó, que finalizou com sucesso. O Sampaio se animou, pressionou o Náutico, e conseguiu marcar com Ciel. No entanto, o jogador estava em posição irregular e o lance foi anulado. Com isso, o time maranhense não conseguiu evitar nova derrota na Série B.

NÁUTICO 2 x 1 SAMPAIO CORRÊA


NÁUTICO
Anderson; Thássio, Rafael Ribeiro (Carlão), Camutanga e Júnior Tavares; Matheus Trindade, Matheus Jesus (Marciel), Rhaldney (Juninho Carpina) e Jean Carlos; Vinícius (Murillo) e Paiva (Álvaro)
Técnico: Hélio dos Anjos

SAMPAIO CORRÊA
Luiz Daniel; Maurício, Allan, Nilson Júnior e Éder Lima; Betinho, Ferreira (Baraka) e Gui Campanha (Ciel); Léo Artur (Gabriel Popó), Jackson e Roney (Diego Cardoso)
Técnico: João Brigatti

Local: Estádio dos Aflitos, no Recife (PE)
Data: segunda-feira, 15 de novembro
GOLS: Camutanga, aos 23, Álvaro, aos 26, e Gabriel Popó, aos 41 minutos do segundo tempo.
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Junior (PE) 
Cartões amarelos: Júnior Tavares e Vinícius (Náutico); Ferreira e Maurício (Sampaio Corrêa)
Público: 2.002 torcedores

Compartilhe