UAI

2

Palmeiras bate São Paulo no Morumbi e se classifica às quartas do Paulistão

Aliverde ganha Choque-Rei e consolida melhor campanha no Estadual

10/03/2022 22:38 / atualizado em 11/03/2022 00:11
compartilhe
Rony comemora o gol da vitória do Palmeiras no clássico diante do São Paulo no Morumbi
foto: Cesar Greco/Palmeiras

Rony comemora o gol da vitória do Palmeiras no clássico diante do São Paulo no Morumbi


O Palmeiras está nas quartas de final do Campeonato Paulista. Nesta quinta-feira, o time de Abel Ferreira visitou o São Paulo, no Morumbi, em duelo adiado válido pela quarta rodada do Estadual, e confirmou seu favoritismo, saindo de campo com a vitória por 1 a 0, graças ao gol de Rony, logo aos nove minutos do primeiro tempo.




O Choque-Rei desta quinta-feira era um confronto direto pela melhor campanha do Paulistão. O São Paulo poderia igualar o Palmeiras em número de pontos, se vencesse, mas agora vê o rival, que ainda tem um jogo a menos, se distanciar como líder geral do torneio, o que lhe dá a vantagem de decidir todos os confrontos do mata-mata no Allianz Parque.

O Palmeiras agora volta o foco para o Santos, já que no próximo domingo terá o segundo dos três clássicos em sequência pelo Paulistão. O São Paulo, por sua vez, visita o Mirassol precisando de uma vitória para também confirmar a classificação ao mata-mata.


O JOGO


O Palmeiras começou o clássico com tudo e precisou de apenas sete minutos para carimbar a trave. Piquerez cruzou pela esquerda, e Raphael Veiga chegou batendo, mas a bola explodiu em Diego Costa. No rebote, Wesley chutou no cantinho, mas a bola bateu no poste.

Se não deu para Wesley, melhor para Rony. Dois minutos depois, Marcos Rocha fez o cruzamento pela direita, o camisa 10 do Palmeiras antecipou a marcação de Arboleda e cabeceou no cantinho, sem chances para Volpi, que viu a bola bater na trave, rebater nas suas costas e morrer no fundo das redes.

O São Paulo só foi chegar com perigo pela primeira vez aos 20 minutos, quando Calleri saiu da área, recebeu na direita e cruzou rasteiro para Eder, que dominou, mas, ao armar o chute, acabou sendo travado por Gustavo Gómes. Já o Palmeiras só não ampliou o placar, novamente com gol de Rony, porque o atacante estava adiantado ao receber ótimo passe de Dudu, que o deixou cara a cara com Tiago Volpi.

Na reta final do primeiro tempo, o Tricolor, que passou a ficar mais com a bola, teve outras boas chances para empatar. Primeiro, Diego Costa, de cabeça, mandou para fora ao completar cruzamento de Nestor. Posteriormente, o zagueiro acabou sendo substituído por Reinaldo após sentir um problema físico.

Calleri também criou problemas para a defesa alviverde ao mandar de voleio para o meio da área e obrigar Weverton a fazer a intervenção. Já Gabriel Sara, com um chute de média distância, também viu o goleiro palmeirense se esticar todo para fazer a defesa e assegurar a vitória parcial para os visitantes.

A etapa complementar também começou com o Palmeiras levando perigo. Logo aos três minutos Rony recebeu em profundidade e, dentro da área, bateu forte, balançando as redes pelo lado de fora. O São Paulo respondeu com Gabriel Sara em chute da entrada da área, mas faltou pontaria.

Precisando mudar o jogo, Rogério Ceni decidiu promover as entradas de Luciano e Marquinho nas vagas de Eder e Igor Gomes, respectivamente, e viu sua equipe melhorar. Aos 18 minutos, inclusive, quase que o São Paulo empatou o jogo. Rodrigo Nestor decidiu arriscar de longa distância em cobrança de falta, pegando Weverton, que espalmou, de surpresa. No rebote, Calleri tentou marcar de cabeça, mas o goleiro palmeirense novamente fez a intervenção.

Procurando responder, Abel Ferreira acionou Breno Lopes, Jailson e Gabriel Veron nas vagas de Wesley, Zé Rafael e Dudu, respectivamente, mas foi o São Paulo quem seguiu incomodando mais. Aos 30 minutos, Marquinhos por pouco não marcou um gol antológico ao levar para o meio e bater no ângulo, mas mandou na forquilha.

Mas, quando o gol de empate do São Paulo estava amadurecendo, Rafinha acabou sendo expulso pelo árbitro por forte entrada em Rony. Com um a mais em campo, o Palmeiras teve mais facilidade para se defender e garantiu a importante vitória sobre o Tricolor em pleno Morumbi.

SÃO PAULO 0 x 1 PALMEIRAS


SÃO PAULO
Tiago Volpi; Rafinha, Arboleda, Diego Costa (Reinaldo) e Léo; Pablo Maia, Rodrigo Nestor, Gabriel Sara (Patrick) e Igor Gomes (Marquinhos); Eder (Luciano) e Calleri
Técnico: Rogério Ceni

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael (Jailson) e Raphael Veiga; Wesley (Breno Lopes), Dudu (Gabriel Veron) e Rony (Rafael Navarro)
Técnico: Abel Ferreira

Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data: 10 de março de 2022 (quinta-feira)
Árbitro: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa e Amanda Pinto Matias
VAR: Péricles Bassols
Público: 46.378 torcedores
Renda: R$ 1.770.193,00
GOL: Rony, aos 9min do 1ºT 
Cartões amarelos: Rafinha, Arboleda, Luciano (São Paulo); Zé Rafael (Palmeiras)
Cartão vermelho: Rafinha

Compartilhe