UAI

2

Suspenso para o clássico contra o Santos, Abel Ferreira critica arbitragem

Técnico do Palmeiras levou cartão amarelo por reclamação durante a vitória da equipe paulista sobre o Juventude, pelo Campeonato Brasileiro

22/05/2022 09:16
compartilhe
Abel Ferreira disparou contra o árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique
foto: Divulgação/Palmeiras

Abel Ferreira disparou contra o árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique


O Palmeiras terá desfalques para o clássico contra o Santos, no próximo domingo, na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Além do goleiro Weverton e do volante Danilo, que já estarão com a seleção para amistosos na Ásia, o técnico Abel Ferreira não poderá ficar no banco de reservas por ter recebido o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Juventude por 3 a 0, no sábado, em Caxias do Sul (RS).

A advertência veio ainda no primeiro tempo por conta de uma reclamação do técnico por uma falta não marcada no volante Zé Rafael. O árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique, que atualmente trabalha para a Federação Cearense de Futebol (FCF), mandou o jogo seguir e em seguida puniu o comandante palmeirense por reclamação.

"Eu com este árbitro não tenho tido muita sorte. É muito fácil dar amarelo e eu aceito que ele me deu, mas era uma falta clara, que não sei porque não marca. E depois, esta que fico mais... como não dá amarelo ao jogador que fez falta no Rony. Aceito, disse que ele era fraco, não devia ter chamado, talvez o quarto árbitro ouviu. É clara a falta no Zé (Rafael), mas eu só fico puto porque não é consistente. Às vezes marca faltas que não são, faltas claras para amarelo e não dá. Mas já falei muito de arbitragem, senti o árbitro cansado, sempre longe das jogadas", explicou.

Abel Ferreira pede que sejam feitas trocas de árbitros no futebol brasileiro, como acontece com os treinadores. "Nunca tenho problemas com os bons árbitros. Tenho problemas com este tipo de árbitro, que não é consistente. Troquem, como trocam de treinadores. Deem oportunidade a um novo, se é para errar assim. Meu amarelo é justo, se ouviu o que eu disse", completou o técnico, que deverá ser substituído no clássico contra o Santos pelo auxiliar João Martins, como já aconteceu algumas vezes desde que chegou ao Palmeiras no final de 2020.

Antes do clássico, o português poderá ficar no banco de reservas na partida contra o Deportivo Táchira, da Venezuela, nesta terça-feira, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela rodada final da fase de grupos da Copa Libertadores. Com 100% de aproveitamento, o Palmeiras já está classificados às oitavas de final da competição continental.

Compartilhe