UAI

2

Endrick salva, Palmeiras perde para Vasco, mas leva Copa do Brasil Sub-17

Atacante marcou os dois gols da derrota por 4 a 2 para o Cruz-Maltino; no primeiro jogo, Alviverde venceu por 4 a 1 e, por isso, foi campeão

26/06/2022 13:10 / atualizado em 26/06/2022 13:19
compartilhe
Endrick foi o grande destaque da campanha do Palmeiras
foto: Fábio Menotti/Palmeiras

Endrick foi o grande destaque da campanha do Palmeiras

O Palmeiras é tricampeão da Copa do Brasil sub-17. Na manhã deste domingo, a equipe enfrentou o Vasco pela partida de volta da decisão e, após vencer a ida por 4 a 1, foi derrotada por 4 a 2, garantindo a taça. Endrick marcou os dois gols alviverdes e, mais uma vez, foi o nome do jogo.


O primeiro dos muitos gols foi marcado pelo Vasco, ainda no primeiro tempo. André recebeu lançamento e, bem posicionado na grande área, bateu cruzado, tirando do goleiro. A bola foi no cantinho, sem chances de defesa.


Nos 45 minutos iniciais, ficou nisso. Na etapa final, porém, a bola voltou a entrar, agora aos 10 minutos. Lyncoln cruzou para Rayan invadir a área pelo meio, passar pela marcação e se livrar do goleiro com toque por cima. Por fim, mesmo pressionado pela marcação, o garoto conseguiu bater ao gol livre. Um belo lance.

Não muito depois, porém, o Palmeiras descontou com seu principal jogador. Aos 10, Endrick, serviu Figueiredo, que abriu para Thalys. Com a bola, o jogador devolveu para o camisa 9, com liberdade, tocar para o gol. Lance típico de centroavante.

Alguns minutos depois, os jogadores e todos que acompanhavam a partida levaram um susto. Em disputa pelo alto na área do Vasco, o palmeirense Vitor Reis sofreu choque de cabeça e caiu desacordado no gramado. O garoto foi atendido pela ambulância e, já acordado, foi prontamente encaminhado ao hospital.

Em seguida a isso, o Vasco conseguiu seu terceiro gol na partida, desta vez com Gabriel Vareta mandando contra o próprio patrimônio. Porém, mais uma vez, o Palmeiras não se abateu e balançou as redes novamente. Endrick, em cobrança de falta perfeita, deixou o segundo dele na partida.

E não parou por aí. Aos 42, Lyncoln aproveitou cobrança de escanteio para subir alto e mandar de cabeça. Antes de entrar, a bola ainda bateu na trave, dificultando para o goleiro. Nos minutos finais, o Palmeiras conseguiu segurar a pressão vascaína e garantiu a taça.

Compartilhe