Santos

SANTOS

Sampaoli indica tendência de Santos com três zagueiros e dúvida entre Derlis e Uribe

Técnico argentino do Peixe adota o rodízio de formações jogo a jogo

postado em 02/08/2019 13:27 / atualizado em 02/08/2019 17:48

<i>(Foto: Ivan Storti/Santos FC)</i>
A rotina de treinos fechados no Santos, exceto pelo aquecimento, dificultam a descoberta da escalação para os compromissos do time, ainda mais que o técnico Jorge Sampaoli adota o rodízio de formações jogo a jogo. Mas, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, deu algumas dicas, ao menos sobre as suas dúvidas para o confronto de domingo com o Goiás, na Vila Belmiro, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. E também indicou a tendência de adotar uma escalação com três zagueiros.

"Lucas Veríssimo soluciona muito a transição. Com dois, colocamos cinco no ataque. Com três, o volante sai mais. Estamos estudando as variações, não vou avisar o rival, mas queremos neutralizar a transição do Goiás, que pode nos dar dor de cabeça como foi em alguns momentos contra o Avaí. Temos de ter o time preparado para transições. Pode ser 2-3-5 ou 3-2-5 de acordo com o rival", afirmou, no CT Rei Pelé.

Por causa do acúmulo de cartões amarelos, Lucas Veríssimo estava suspenso na última partida do Santos, a vitória por 3 a 1 sobre o Avaí. E como o treinador já o utilizou exercendo as funções de lateral-direito quando o time é atacado, a presença de Victor Ferraz entre os titulares está sob risco. Nesse caso, uma vaga seria aberta no meio-campo, para a entrada, provavelmente, de Jean Mota.

Outra dúvida de Sampaoli envolve a definição de quem vai ser o centroavante. Há a opção de deslocar Eduardo Sasha, que exerceu a função com êxito na vitória sobre o Avaí e abriria espaço para a escalação de Derlis González, ou de dar nova chance a Uribe, que ainda não marcou gols pelo Santos.

"Estamos pensando em duas formações. Uma tem Uribe e a outra tem o Derlis. Estamos buscando relacionamento dentro de campo. Às vezes o Uribe não tem esse relacionamento com os pontas. O treinador é obrigado a fazer com que a equipe funcione", comentou.

Além disso, Sampaoli voltará a contar com Cueva. O peruano desfalcou o time por ter folgado depois da participação na Copa América pela sua seleção nacional e também por ter sido liberado para acompanhar o nascimento prematuro do seu filho.

Ele não deve ser titular, mas o treinador só pode relacionar cinco jogadores estrangeiros, sendo que tem seis nomes à disposição: Aguilar, Cueva, Carlos Sánchez, Soteldo, Derlis González e Uribe - Bryan Ruiz está fora dos seus planos. "É complexo. Cueva está bem e temos de escolher. Quem fica fora se deteriora. Comuniquei ao clube que não é o ideal ter tantos estrangeiros", afirmou.

Com essas dúvidas, o Santos tende a entrar em campo com a seguinte formação: Everson; Lucas Veríssimo, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique, Victor Ferraz (Jean Mota), Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jorge; Derlis González (Uribe), Eduardo Sasha e Soteldo.

Tags: Santos FC Jorge Sampaoli futebol santossp futnacional seriea