UAI

2

São Paulo espanta a zebra, derrota o Manaus e avança na Copa do Brasil

Tricolor ganha por 2 a 0, no Morumbi, e está na terceira etapa

16/03/2022 23:29
compartilhe
Diego Costa marca e comemora: São Paulo não vacila em casa e avança na Copa do Brasil
foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Diego Costa marca e comemora: São Paulo não vacila em casa e avança na Copa do Brasil


Em uma edição marcada por zebras, o São Paulo não deu chances para o azar, derrotou o Manaus por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Morumbi, em São Paulo, e avançou à terceira fase da Copa do Brasil. Com os gols do atacante Eder e do zagueiro Diego Costa, o Tricolor não repetiu os vexames dados na competição por clubes tradicionais como Grêmio, Internacional e Vasco e se classificou, levando para casa uma premiação de R$ 1,9 milhão.



O próximo adversário na Copa do Brasil será conhecido no próximo dia 28 em um sorteio a ser realizado na sede da CBF, no Rio de Janeiro. Os 20 clubes classificados desta segunda fase se juntam aos nove que estão na Copa Libertadores - Palmeiras, Flamengo, Atlético, Corinthians, Red Bull Bragantino, Fluminense, Fortaleza, América e Athletico-PR -, ao campeão da Série B do Campeonato Brasileiro (Botafogo) e aos vencedores da Copa do Nordeste (Bahia) e da Copa Verde (Remo).

Ainda sem saber o rival da competição nacional, o São Paulo volta as atenções para o Campeonato Paulista. Já classificado às quartas de final em primeiro lugar no seu grupo, o time tricolor encara o Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), neste sábado, às 16 horas, novamente no Morumbi, pela 12ª e última rodada da fase de classificação. Já o Manaus enfrenta o Manauara, no domingo, em Manaus, pela rodada de volta das quartas do Campeonato Amazonense - empatou na ida por 1 a 1.

O JOGO 


O São Paulo não teve tantas dificuldades para vencer nesta quarta-feira. Com muito mais posse de bola, a tática foi ter paciência para achar os espaços na defesa do Manaus. Com o gramado molhado por causa da chuva que caiu na capital paulista antes da partida, uma alternativa encontrada foi arriscar chutes de fora da área. Alguns foram para fora e outros deram trabalho para o goleiro Pedro Henrique, visivelmente nervoso e atabalhoado com a bola.

A partir dos 30 minutos, a pressão são-paulina se intensificou. Aos 33, três oportunidades foram criadas em sequência e em todas a defesa do Manaus conseguiu se safar. Mas, aos 34, não teve jeito. O posicionamento errado de Renan Luís na área permitiu que Eder ficasse em posição legal para aproveitar um chute errado de Rafinha e tocasse para o fundo das redes.

Com a vantagem, o São Paulo teve mais tranquilidade e o segundo gol saiu pouco antes do intervalo. Aos 42 minutos, após escanteio cobrado por Reinaldo, Diego Costa cabeceou na grande área, vencendo a zaga manauara, e ampliou o placar.

Na volta do intervalo, o técnico Rogério Ceni colocou Rigoni e Patrick em campo, já pensando nas quartas de final do Paulistão. Com dois gols de vantagem e a limitação técnica do Manaus, que pouco ameaçou a meta defendida por Jandrei, a ordem foi tocar a bola e evitar o desgaste físico.

A entrada do atacante Luciano, aos 20 minutos, a pedidos da torcida, deu uma renovada no ataque são-paulino. Tanto que algumas boas chances de gol foram criadas. Em uma delas, aos 25, Rigoni fez boa jogada pela direita e cruzou, mas Luciano cabeceou por cima. No minuto seguinte, foi a vez de Pablo Maia arriscar de fora da área, sem perigo para Pedro Henrique.

Com um ritmo de jogo mais lento a partir dos 30 minutos, o São Paulo só teve mais uma boa oportunidade de fazer o terceiro gol. Aos 41 minutos, em uma falta na entrada da área, pelo lado esquerdo, Rigoni cobrou e acertou a trave na junção com o travessão.

SÃO PAULO 2 x 0 MANAUS


SÃO PAULO
Jandrei; Rafinha, Diego Costa, Léo e Reinaldo (Luan); Pablo Maia (Alisson), Andrés Colorado (Patrick) e Rodrigo Nestor; Nikão (Luciano), Eder e Marquinhos (Rigoni)
Técnico: Rogério Ceni

MANAUS
Pedro Henrique; Felipe Cordeiro (Jackie Chan), Paulo Sérgio, Claudinho e Renan Luís; Gutierrez, Paranhos (Jeferson), Felipe Baiano e Thiaguinho (Vitinho); Silvano (Toninho) e Alvinho (Palmares)
Técnico: Evaristo Piza

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 16 de março de 2022, quarta-feira
Árbitro: Daniel Nobre Lins (RS)
Assistentes: Michael Stanislau (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)
Renda: R$ 526.780,00
Público: 17.644 torcedores
GOLS: Eder, aos 34, e Diego Costa, aos 42min do 1ºT

Compartilhe