UAI

2

Athletico-PR vence São Paulo e entra no G4 do Campeonato Brasileiro

Furacão triunfa por 1 a 0, na Arena da Baixada, e amplia jejum do Tricolor na Série A

31/07/2022 18:44 / atualizado em 31/07/2022 19:00
compartilhe
Vitor Bueno marcou o gol da vitória do Athletico-PR sobre o São Paulo
foto: Reprodução/CAP

Vitor Bueno marcou o gol da vitória do Athletico-PR sobre o São Paulo


O São Paulo chegou à marca de cinco jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o Tricolor perdeu por 1 a 0 para o Athletico-PR, fora de casa, pela 20ª rodada da competição. Vitor Bueno, que já defendeu as cores do clube paulista, anotou o tento decisivo do embate.



Com o resultado, a equipe do técnico Rogério Ceni segue na 10ª colocação, com 26 pontos. O Furacão, por sua vez, pulou para a quarta posição, com 34.

A partida marcou a estreia de Felipe Alves no gol do São Paulo. O goleiro foi apresentado no sábado e realizou apenas um treino com o grupo. Logo em seu primeiro jogo, ele cometeu um pênalti, mas se redimiu ao defender a cobrança de Thiago Heleno.

O Tricolor volta as suas atenções agora para a Sul-Americana. O clube recebe o Ceará na próxima quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), pela partida de ida das quartas de final do torneio. Já o Athletico-PR encara o Estudiantes-ARG, em casa, pela ida das quartas de final da Libertadores.

O jogo - A primeira etapa foi sem grandes emoções na Arena da Baixada. Atuando diante de seus torcedores, os anfitriões tentaram apertar, mas tiveram dificuldades para criar boas chances. Aos 20 minutos, a rede até balançou, mas o gol de Canobbio foi anulado por impedimento no começo da jogada.

Do outro lado, os visitantes, mesmo com um time alternativo, conseguiram suportar bem a pressão rival e tentaram responder na velocidade. A melhor oportunidade saiu aos 40 minutos. Galoppo tabelou com Talles Costa e saiu livre na área. Na hora de concluir, porém, o argentino se enrolou e bateu fraco, nas mãos de Bento.

O Furacão, por sua vez, voltou a assustar aos 46. Vitor Roque aproveitou o vacilo de Rafinha e bateu firme da entrada da área, obrigando o estreante Felipe Alves a fazer defesa em dois tempos.

Na volta do intervalo, o jogo esquentou. Com cinco minutos, Felipe Alves errou ao dominar a bola e cometeu pênalti em Vitor Roque. Na cobrança, no entanto, o goleiro se redimiu ao defender a batida de Thiago Heleno.

O São Paulo respondeu no lance seguinte. Marcos Guilherme recebeu ótimo passe de Galoppo na área e tentou bater por cima de Bento, que fez boa defesa.

Já aos 24, a rede enfim balançou. Moreira derrubou Canobbio na área, e o árbitro marcou mais um pênalti. Desta vez, Vitor Bueno assumiu a responsabilidade e estufou as redes. Aos 33, quase saiu mais um. Vitinho recebeu passe de cavadinha na área e parou em boa intervenção de Felipe Alves.

Aos 37, o Tricolor Paulista até chegou a empatar, com Calleri, mas o gol do argentino foi anulado por impedimento. Nos minutos finais, os visitantes seguiram tentando apertar, mas nada foi suficiente para evitar a derrota. A melhor chance saiu aos 50, em cabeçada de Galoppo que saiu pela linha de fundo.

Compartilhe