UAI


São Paulo quer manter 'operação subida' no Brasileiro contra o Sport

Sob pressão, Tricolor busca terceira vitória seguida em confronto neste domingo, às 20h30

22/08/2021 09:46
compartilhe
São Paulo de Crespo vem de dura eliminação na Libertadores e mira recuperação no Brasileiro
foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

São Paulo de Crespo vem de dura eliminação na Libertadores e mira recuperação no Brasileiro

Elenco abatido pela eliminação na Copa Libertadores, treinador atrás de respostas para os 3 a 0 diante do Palmeiras, e ainda um grupo desacreditado. São esses os desafios que o São Paulo vai ter de superar para buscar a sua terceira vitória seguida no Brasileiro. O confronto diante do Sport acontece neste domingo, às 20h30, no Recife, e um triunfo seria a resposta ideal para dar um pouco de tranquilidade a um time que sofre com a oscilação de suas atuações nesta temporada.

Bastante abatido após o revés para o Palmeiras, Crespo mostrou que ainda precisa achar uma fórmula para motivar o seu elenco. "O único jeito que eu conheço é trabalho. O trabalho é a única maneira que paga realmente. Trabalhar muito, pensar no Brasileirão, nas quartas de final da Copa do Brasil. Vai ser dessa maneira", afirmou o treinador.

Apesar de apresentar um desempenho muito abaixo do esperado, são apenas quatro vitórias em 16 rodadas, o time do Morumbi conquistou resultados importantes para uma equipe que luta para não voltar para a zona de rebaixamento. Nos últimos três jogos, o São Paulo empatou com o Palmeiras e superou o Athletico-PR em Curitiba e depois bateu o Grêmio no Morumbi.

Esses sete pontos, em nove possíveis, alçaram a equipe aos 18 pontos. Um novo triunfo no Recife pode manter a operação subida na classificação do Brasileiro e acalmar os ânimos no CT.

O dilema de Crespo esbarra nos seguidos problemas de contusão que tem desfalcado a equipe. Para o jogo diante do Sport, Marquinhos, Wellington e William estão fora. Reinaldo, suspenso, também não joga. Luciano e Benítez participaram das atividades de campo, mas devem reaparecer só diante do Fortaleza, pela Copa do Brasil, no meio de semana.

SPORT

Buscando deixar a zona de rebaixamento já neste domingo, o Sport busca melhorar seus números ofensivos. O time pernambucano é o dono do pior ataque da competição, com apenas oito gols marcados - pior desempenho do clube na história da Série A dos pontos corridos (desde 2003).

A diretoria investiu em nomes conhecidos para o ataque como André, Tréllez, Neilton e Everaldo, mas até agora ninguém engrenou com a camisa de titular. Para a partida contra o São Paulo, o técnico Umberto Louzer vai apostar em Mikael e Paulinho Moccelin no ataque, com Éverton Felipe e Thiago Neves no setor de criação.

Se é o pior ataque, o time pernambucano é dono da segunda melhor defesa, com 13 gols sofridos, só ficando atrás do líder Atlético-MG, que levou 11.

Sem vencer há dois jogos e vindo de derrota para o Flamengo (2 a 0), o volante Zé Welison espera concentração máxima. "Temos um jogo difícil contra o São Paulo e vamos estudar o adversário para executar o que foi trabalhado durante a semana. Estamos concentrados. Demos mole contra o Flamengo e agora precisamos melhorar, principalmente porque estamos jogando em casa. Não podemos ficar nessa posição na tabela", apontou.

O atacante Tréllez, emprestado pelo São Paulo ao Sport, não joga por cláusula contratual. O meia Hernanes deve ficar no banco e entrar no decorrer da partida. Mas ele já sente a emoção de enfrentar seu ex-clube. "Vai ser emocionante, porque de repente, eu estarei do outro lado".

Nesta semana, o Sport anunciou como reforços o goleiro Saulo, ex-Botafogo-RJ, e o zagueiro Pedro Henrique, ex-Internacional-RS.

Compartilhe