Mais Esportes

BELLATOR

Cris Cyborg mantém cinturão do Bellator e sonha com luta de boxe

Brasileira atropela australiana e finaliza pela primeira vez no MMA

postado em 16/10/2020 17:33

(Foto: Divulgação/Bellator)

Atração principal do Bellator 249, na noite dessa quinta-feira, em Unscaville (EUA), Cris Cyborg mostrou que tem motivos de sobra para ser temida pelas oponentes. A brasileira manteve o cinturão peso pena (66kg) ao finalizar a australiana Arlene Blencowe com um mata-leão, aos 2min35 do segundo round.

Foi a primeira vitória de Cyborg por finalização na carreira. A paranaense tem 18 triunfos por nocaute e quatro por pontos, em 26 lutas no MMA. As unicas derrotas foram para Amanda Nunes, em dezembro de 2018, quando foi atropelada pela baiana no primeiro round e perdeu o cinturão peso pena do UFC, e Erica Paes (finalização), logo na estreia como profissional, em 2005, em um evento em Curitiba. 



Cyborg retornou ao Bellator no ano segunte, estreou com vitória por decisão unânime dos juízes diante de Felicia Spencer, em janeiro deste ano, e conquistou o cinturão peso pena. Na primeira defesa de título, a brasileira confirmou o favoritisimo e atropelou a australiana Arlene Blencowe, embora tenha vencido por finalização.

(Foto: Divulgação/Bellator)


Depois da terceira vitória seguida, a 23ª na carreira, Cyborg admitiu o desejo em disputar uma luta de boxe. “Tenho trabalhado muito no boxe com Virgil Ortiz e é meu sonho fazer uma luta de boxe se tiver a oportunidade. Eu sei que Scott Coker (presidente do Bellator) disse que talvez eu consiga uma luta e eu só tenho que continuar treinando, continuar trabalhando. Se for MMA ou boxe, estarei pronta”, afirmou.

Cyborg, de 35 anos, comentou também sobre a satisfação com a primeira vitória por finalização na carreira. Ela destacou o bom trabalho com os treinadores de jiu-jitsu - a brasileira é faixa marrom. “Estou muito feliz, trabalhei muito com a minha equipe e trabalhei de tudo. É artes marciais mistas e consegui minha primeira finalização na carreira. Obrigado ao (Rubens Charles) ‘Cobrinha’ (técnico) por estar comigo o tempo todo e trabalhar comigo”, declarou.

(Foto: Divulgação/Bellator)

Tags: boxe finalização maisesportes cinturão Bellator mata-leão Cyborg Bellator 249 Arlene Blencowe