UAI


Poirier e Dana White abrem caminho para nova luta com Mcgregor no UFC

Americano reclama de ameaças e mira duelo na 'calçada ou no octógono'

12/07/2021 21:16
compartilhe
Dustin Poirier revelou ofensas e ameaças de McGregor, ainda no octógono, e projeta novo duelo
foto: Stacy Revere/AFP

Dustin Poirier revelou ofensas e ameaças de McGregor, ainda no octógono, e projeta novo duelo


Conor McGregor ficará inativo por um longo tempo, depois da cirurgia para correção de fratura na tíbia da perna esquerda, na luta principal do UFC 264, sábado passado, em Las Vegas. Mas tanto o presidente da franquia, Dana White, como o adversário do irlandês, o americano Dustin Poirier, admitem que poderá haver um novo confronto tão logo o Notorious se recupere.

McGregor teve a fratura nos segundos finais do primeiro round, quando Poirier começava a demonstrar superioridade. O irlandês pisou em falso e sofreu a séria lesão no tornozelo esquerdo. Ele foi operado ainda em Las Vegas e, logo depois do procedimento, já falou em 'voltar melhor' para encarar novamente o Diamond. 

Na coletiva depois do UFC 264, Dustin Poirier disse que esperava vencer de forma bem diferente do que o resultado oficial: nocaute técnico após interrupção médica. Com isso, o americano, que perdeu o primeiro duelo contra o irlandês, por nocaute, em 2014, virou o placar no confronto direto com o desafeto, com vitórias em janeiro deste ano e na madrugada de domingo (horário brasileiro). 

"Você nunca quer vencer dessa forma. Vamos lutar de novo, seja no octógono ou na calçada", declarou o americano, que mostrou indignação com frases ditas por McGregor ainda no octógono, logo depois de o desafeto sofrer a fratura. Ele estava dizendo que ia me matar. Você não diz coisas assim - que me mataria. Você também não fala nada sobre as esposas das pessoas...Estou fazendo de tudo para não levar para o lado pessoal, mas você não diz esse tipo de coisa. Você não diz que vai matar alguém, não levo isso de forma leve", avisou o Diamante.

Dana White, antes, também durante a coletiva, já sinalizava a possibilidade de um quarto confronto entre Poirier e McGregor no UFC. "É tudo uma questão de tempo. Não sabemos quanto tempo ele vai ficar fora, de quanta reabilitação e terapia ele vai precisar. A luta não acabou. Não dá para terminar uma luta assim. Veremos como tudo isso se desenrola. Quem sabe quanto tempo Conor está fora? Poirier fará seu trabalho até que Conor esteja pronto", enfatizou.



Compartilhe