CRUZEIRO

Evento do Atlético faz Cruzeiro alterar local da final do Campeonato Brasileiro Feminino

Diretoria celeste emitiu nota informando que a mudança foi um pedido da Polícia Militar para evitar encontro de torcidas rivais

postado em 20/08/2019 13:37 / atualizado em 20/08/2019 15:33

<i>(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)</i>
Cruzeiro alterou o local da segunda partida da final do Campeonato Brasileiro Feminino A2, contra o São Paulo, neste domingo, às 14h. O jogo, inicialmente marcado para o Mineirão, foi transferido para o SESC Venda Nova.

De acordo com nota emitida pela diretoria celeste, a alteração do local da partida foi um pedido da Polícia Militar de Minas Gerais, para evitar o encontro entre torcidas de Cruzeiro e Atlético. No mesmo dia, será realizada a Corrida do Galo, nas imediações do Mineirão, com expectativa de participação de 12 mil corredores.
 
A PM enviou um ofício ao Ministério Público informando que os eventos simultânelos poderiam gerar “a possibilidade de confrontos e danos ao patrimônio público e/ou privado”.

A corrida de rua tem previsão para terminar às 10h e, após o fim da prova, haverá premiação e a realização de shows até as 14h, horário de início do jogo do entre Cruzeiro e São Paulo.

Cruzeiro informou, ainda, que consultou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre a possibilidade de mudança da data da partida, mas recebeu resposta negativa, pois a TV Bandeirantes, emissora detentora dos direitos de transmissão da competição, não abre mão da realização do jogo no dia e horário anteriormente estipulados.

Apesar de ter feito a melhor campanha do Campeonato Brasileiro Feminino A2, com dez vitórias e uma derrota, o Cruzeiro perdeu o primeiro jogo da final para o São Paulo por 4 a 0.

Veja abaixo a íntegra da nota da Diretoria do Cruzeiro e do ofício enviado pela Polícia ao Ministério Público

O Cruzeiro Esporte Clube informa que, atendendo a um pedido da Polícia Militar de Minas Gerais, o jogo diante do São Paulo, válido pela finalíssima do Campeonato Brasileiro Feminino A2, não poderá ser realizado no estádio Mineirão, conforme informamos na última sexta-feira, 16 de agosto de 2019.

O 34º Batalhão da Polícia Militar enviou um ofício ao Ministério Público pontuando que, devido à realização de um outro evento nos arredores do estádio Mineirão, previamente marcado e envolvendo o Clube Atlético Mineiro, as duas torcidas fatalmente se encontrariam pelas ruas, fato que poderia gerar “a possibilidade de confrontos e danos ao patrimônio público e/ou privado”.

O outro evento, uma corrida de rua, tem previsão para término às 10h. No entanto, após o fim da corrida, acontecerá uma premiação e a realização de shows, com término previsto para as 14h, horário que entra em choque direto com o da realização do jogo entre Cruzeiro e São Paulo, marcado justamente para 14h.

No mesmo ofício, de número 630.3/19, o 34º Batalhão da Polícia Militar sugere que a partida de futebol feminino seja transferida para outro dia ou horário. Porém, após consulta feita junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Cruzeiro foi informado que a TV Bandeirantes, emissora detentora dos direitos de transmissão da competição, não abre mão da realização do jogo no dia e horário anteriormente estipulados: 25 de agosto, às 14h.

Desta forma, informamos que a partida entre Cruzeiro e São Paulo será realizada no estádio das Alterosas, no SESC Venda Nova, local onde o time celeste realizou toda a sua campanha em casa, vencendo os cinco jogos disputados, obtendo assim um aproveitamento de 100%.

O Cruzeiro lamenta que esta partida não possa ser realizada no Mineirão, mas garante que continuará abraçando e apoiando o projeto do futebol feminino, um dos mais bem-sucedidos da categoria nesta temporada no Brasil, e que confia que nossas meninas, As Cabulosas, possam reverter a vantagem conquistada pelo adversário no jogo de ida.
<i>(Foto: Reprodução)</i>

<i>(Foto: Reprodução)</i>


Tags: Corrida do Galo interiormg atleticomg saopaulosp futfeminino futnacional seriea