SANTA CRUZ

Aliviado, Itamar Schülle exalta entrega do Santa Cruz em vitória no fim sobre o ABC

Treinador elogiou a entrega dos jogadores corais na partida: "Ao longo do contexto será assim. De entrega, de nunca desistir"

postado em 13/02/2020 23:59

(Foto: Paulo Paiva/DP)
Alívio e orgulho. Esses eram os principais sentimentos do técnico Itamar Schülle após a vitória por 1 a 0 sobre o ABC, com o gol marcado pelo lateral direito Toty aos 48 minutos do segundo tempo. Resultado que deixa o Santa Cruz vivo na Copa do Nordeste (é o 6º colocado do Grupo B, com quatro pontos). Para o treinador, a entrega da equipe, que entrou em campo com várias mudanças, foi o determinante para o primeiro triunfo do Regional.

Vale ressaltar que o Tricolor voltou a campo tendo apenas 48 horas de descanso após o triunfo por 2 a 1 sobre o Salgueiro, na terça-feira, pelo Campeonato Pernambucano.

“Fizemos algumas mudanças necessárias (por desgaste físico). Nossa equipe foi bem, no primeiro tempo já éramos superiores. No segundo tempo tivemos o controle do jogo e criamos algumas situações claras de gol. O nosso goleiro participou muito pouco. Merecemos a vitória. Ao longo do contexto será assim. De entrega, de nunca desistir. Futebol é isso e tenho vivido isso aqui no Santa Cruz. Pela maneira que conseguimos os três pontos foi uma vitória muito bonita”, destacou Schülle.

Ainda segundo o treinador coral, o resultado diante do ABC entra no grupo das principais vitórias do clube até agora em 2020. E defendeu o seu planejamento de ter colocado uma equipe mista contra o ABC, ressaltando o cuidado para que o elenco não sofra com lesões musculares.

“Trabalhar em um clube como o Santa Cruz é uma honra. E quem trabalhar no Santa Cruz e não tiver um coração bom não consegue. Você está sempre exposto à pressão. No meu modo de ver, um jogo muito importante foi o da Copa do Brasil (classificação sobre o Operário-MT) pelo contexto financeiro (faturou cota de R$ 650 mil) e pela dificuldade. Vejo quantos clubes já ficaram para trás. Depois veio o Salgueiro, que tivemos que correr muito com um jogador a menos para manter a liderança do Pernambucano e agora esse”, pontuou.

“Hoje foi um jogo diferente pela quantidade de jogadores que mudamos e por lançar alguns meninos novos. Além disso tivemos um jogador muito vaiado na partida passada e que se superou (Toty, autor do gol coral). Isso é muito importante. Cada um aqui sabe a pressão que é defender o Santa Cruz. Se tivéssemos perdido sei que seria cobrado por não ter poupado jogadores contra o Salgueiro. Mas temos um planejamento interno para não sofrer com lesões. E fizemos o nono jogo sem lesão muscular. Isso é importante ”, frisou.