UAI


Minas discute futuro de Maurício Souza por comentários homofóbicos

Central fez postagem considerada preconceituosa por torcida e patrocinadores

26/10/2021 17:28 / atualizado em 26/10/2021 19:27
compartilhe
Minas discute rompimento de contrato de Maurício Souza por homofobia
foto: Instagram / Divulgação

Minas discute rompimento de contrato de Maurício Souza por homofobia

 
A diretoria do Minas Tênis Clube está reunida para discutir o futuro do central Maurício Souza no clube. A previsão é que uma posição oficial seja publicada ainda nesta terça-feira. O encontro foi marcado devido à pressão da torcida e dos patrocinadores por posicionamentos considerados homofóbicos do atleta nas redes sociais.



A FIAT e a Gerdau, os grandes patrocinadores do time, publicaram uma nota, nesta terça-feira, se opondo à postura do atleta e cobrando uma conduta firme do clube. Uma torcida organizada minas-tenista já havia se manifestado contra o central, e informou que não apoiará mais Souza nos jogos do Minas.

A diretoria do Minas debateu também a interferência dos patrocinadores nas decisões internas do clube. A situação é tratada como um grande dilema, já que o clube depende dos seus apoiadores, mas, ao mesmo tempo, não abre mão de autonomia.

No decorrer da tarde, o jornalista Demétrio Vecchioli, do portal UOL, afirmou que a diretoria decidiu pelo afastamento de Maurício Souza. O clube, por sua vez, ficou de se manifestar ainda nesta terça-feira.

No começo da noite, o líbero Maique, do Minas, negou que tenha assinado uma carta em apoio a Maurício Souza e que teria sido entregue à diretoria do clube. No Twitter, ele se manifestou:


Calma gente. Eu não assinei nada! E isso não me inclui. E continuo lutando pelos meus direitos e de nossa comunidade e de todo e qualquer tipo de preconceito. Isso que  estão espalhando de eu apoiar algo é fake.

E claro tem coisas que não compactuo e não aceito. E isso quem deve resolver é clube e não diz respeito a mim! E já deixei claro minha posição sobre. Agora eles que se entendam ”.

O Minas emitiu uma nota sobre o caso na noite de segunda-feira, afirmando que Souza já havia sido orientado internamente sobre o assunto.

O caso


Recentemente, Maurício Souza fez uma publicação criticando a DC Comics após o anúncio de que Jonathan Kent, o filho do Super Homem, um dos maiores personagens da editora, seria bixessual. Confira a postagem feita pelo atleta:
 
Dias após a publicação, Souza gravou um vídeo pedindo desculpas perante o ocorrido. Durante a gravação, o atleta afirmou não ter preconceito com nenhum tipo de escolha sexual.

Compartilhe