UAI

2

Campinas vence o Cruzeiro em jogo dramático e vai à final contra o Minas

Time paulista faz 3 sets a 2, em jogo tenso, e adia hepta da Raposa

27/01/2022 22:55 / atualizado em 27/01/2022 23:11
compartilhe
Wallace encara bloqueio duplo do Campinas: Cruzeiro esbarrou nos erros e em momentos de nervosismo
foto: Agência i7/Campinas

Wallace encara bloqueio duplo do Campinas: Cruzeiro esbarrou nos erros e em momentos de nervosismo


O Cruzeiro teve adiada a conquista do heptacampeonato da Copa Brasil de Vôlei. Nesta quinta-feira, o time celeste foi derrotado pelo Campinas, em jogo dramático, por 3 sets a 2, no Ginásio Galegão, em Blumenau, pela segunda semifinal. As parciais foram de 25/21, 27/25, 25/27, 25/27 e 15/13. A equipe paulista impediu uma final mineira e vai decidir o título contra o Minas.
 
A decisão da Copa Brasil de Vôlei será nesta sexta-feira, às 21h, no Galegão, com transmissão do SporTV. Minas e Campinas buscam título inédito. Já o Cruzeiro teve quebrada a série de conquistas - levantou o troféu nas quatro edições anteriores. O time celeste ainda foi campeão em 2014 e 2016 - é o maior vencedor do torneio. 

Na primeira semifinal na rodada dupla desta quinta-feira, o Minas bateu o Guarulhos por 3 sets a 1. O time mineiro, líder da Superliga e com 100% de aproveitamento, manteve o bom momento e se credenciou a disputar a final da Copa Brasil. A expectativa de uma final mineira contra o Cruzeiro foi desfeita com o triunfo do Campinas no jogo de fundo, marcado por muito drama em quadra.

O JOGO

O Cruzeiro, vice-líder da Superliga, não repetiu as boas atuações anteriores. O time celeste errou muito, principalmente no saque, enquanto o Campinas mostrou muita determinação em quadra, mesmo com a ausência do central Lucão. A equipe paulista abriu 2 a 0 e deu a impressão de que ganharia em sets diretos.

O Cruzeiro, no entanto, mesmo aos 'trancos e barrancos', buscou a reação e superou os erros com muita vontade. O ponteiro cubano López protagonizou momento tenso ao bater a cabeça na parte inferior da arquibancada, ao tentar recuperar uma bola, na reta final do quarto set. Atendido pelos médicos das duas equipes, ele voltou à quadra e foi peça fundamental no empate da Raposa, que levou a definição ao tie-break. 

No quinto set, Cruzeiro e Campinas tiveram disputa equilibrada, mas o time de Campinas errou menos, principalmente no fim da parcial. A Raposa se perdeu um pouco em reclamação acintosa do ponteiro Rodriguinho, que recebeu advertência do árbitro e ainda discutiu com o líbero Lukinha. Mais tranquilo, a equipe paulista aproveitou os erros dos mineiros e se classificaram para a grande final em Blumenau. 

Revelação do vôlei brasileiro, o ponteiro Adriano, do Campinas, foi o principal pontuador com 26 acertos. Do lado celeste, o destaque foi López, com 21 bolas vencedoras. O técnico da Raposa, Filipe Ferraz, admitiu o bom desempenho do adversário na semifinal. "Não era o resultado que esperávamos. O time de Campinas fez uma grande partida e não podemos tirar o mérito da equipe deles. Agora é analisar, ver onde erramos. Temos muita coisa pela frente na temporada e temos que trabalhar, trabalhar muito", frisou.

Compartilhe