UAI

2

Minas x Cruzeiro: duelo de centrais apimenta final da Superliga Masculina

Matheus Pinta, do MTC, e Otávio, da Raposa, são peças fundamentais nas equipes para o terceiro e decisivo clássico mineiro, domingo

06/05/2022 21:23 / atualizado em 06/05/2022 21:34
compartilhe
Matheus Pinta, do Minas, e Otávio, do Cruzeiro, terão reencontro decisivo no Sabiazinho
foto: Eliezer Esportes/MTC e Agência i7/Cruzeiro

Matheus Pinta, do Minas, e Otávio, do Cruzeiro, terão reencontro decisivo no Sabiazinho


Minas e Cruzeiro se enfrentarão novamente neste domingo, às 10h, no Sabiazinho, em Uberlândia, na grande final da Superliga Masculina. Em meio a grandes estrelas em quadra, dois centrais têm importância destacada no sistema tático das duas equipes. Matheus Pinta, do MTC, e Otávio, da Raposa, protagonizarão duelo à parte em quadra. 

Aos 26 anos, Matheus Pinta, mais uma revelação do Minas, ocupa posição destacada nas estatísticas da Superliga. Ele é o terceiro melhor no bloqueio (58 pontos) e no saque, com 32 aces. O meio de rede não atuou no primeiro jogo, por causa de desconforto muscular, mas voltou bem na partida em que o MTC deu o troco e levou a definição do título para o terceiro confronto da série. 

Matheus Pinta, que fez cinco pontos de bloqueio no segundo duelo das finais diante do Cruzeiro, considera que a grande decisão será o ápice na carreira até agora. "Este é um dos melhores momentos da minha carreira. Posso afirmar que estou vivendo um sonho. Desde que iniciei na base, imaginei estar onde estou. Está tudo acontecendo, e eu estou muito feliz por alcançar meus objetivos e os do clube", enfatizou. 

"Este será o jogo da vida. Vamos com tudo. As duas primeiras partidas foram muito emocionantes, especialmente a última, quando nos superamos em quadra. Domingo colocaremos à prova tudo o que trabalhamos ao longo da temporada", acrescentou o central. 

REENCONTRO

Do lado oposto, estará um velho conhecido dos minas-tenistas. Otávio começou nas divisões de base do MTC, até ganhar destaque, chegar à Seleção Brasileira e ser contratado pelo Cruzeiro, seu clube declarado do coração. Ele também está entre os melhores bloqueadores (38 pontos) e soma no total 170 pontos na competição - 104 no ataque e mais 14 de saque, além dos bloqueios. 

Peça importante no time do técnico Filipe Ferraz, Otávio disse que a derrota no tie-break no segundo jogo das finais é passado. "No segundo jogo da série, não chegamos ao resultado que o time queria, mas fizemos uma partida muito equilibrada, um grande espetáculo. Espero isso para este terceiro jogo também. Estou com motivação extra para trazer este título", frisou.

Otávio tem ótima recordação do Sabiazinho. Em 2013, pela Seleção Brasileira Sub-23, ele foi campeão mundial da categoria no mesmo palco, em confronto durissimo diante da Sérvia. Na ocasião, o Brasil ganhou por 3 a 2 e levantou a taça.

O central projetou um reencontro positivo com a arena em Uberlândia. "Tenho ótimas recordações deste ginásio, é muito bom poder voltar aqui. Fizemos uma final memorável naquela ocasião, minha família toda estava presente. Agora, estou em outro momento, buscando coroar esta ótima temporada", afirmou. 

O jogo deste domingo terá transmissão da TV Globo e do SporTV2. O Cruzeiro busca o hepta da Superliga - é o maior vencedor da competição. O Minas, campeão nacional nove vezes (quatro na Superliga), foi vice na temporada passada e almeja reconquistar a taça do mais importante certame nacional. 


Compartilhe