UAI

2

Brasil vira sobre Turquia e começa bem a segunda etapa da Liga das Nações

Liderada pela ponteira Gabi, que foi capitã pela primeira vez, Seleção Brasileira ganha por 3 a 1 e abre série de jogos em Brasília com triunfo

15/06/2022 23:29
compartilhe
No embalo da torcida e liderado por Gabi, Brasil estreia com vitória de virada
foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

No embalo da torcida e liderado por Gabi, Brasil estreia com vitória de virada


O Brasil começou bem a sequência de partidas em casa pela segunda etapa da Liga das Nações Feminina de Vôlei. A Seleção Brasileira derrotou a Turquia de virada, por 3 sets a 1, nesta quinta-feira, na Aena Nilson Nelson, em Brasília. O time do técnico José Roberto Guimarães saiu em desvantagem, mas buscou a reação e conquistou triunfo com parciais de 19/25, 25/23, 25/3 e 25/23. 

O Brasil volta a jogar nesta quinta-feira, diante da Holanda, às 21h, novamente na Arena Nilson Nelson. A partida terá transmissão do SporTV2

O jogo contra a Turquia marcou a estreia da ponteira Gabi como capitã da Seleção. A jogadora, ex-Minas e que foi revelada pelo Mackenzie, teve um confronto com rival bem conhecido, já que atua no Vakfbank, campeão turco na temporada passada. Mas a brasileira não teve vida fácil e sofreu com o forte sistema defensivo das adversárias. 

O JOGO

No primeiro set, a Turquia começou bem e abriu larga vantagem. O Brasil até esboçou reação e pressionou, mas as visitantes confirmaram a vantagem com 25 a 19. 

A Turquia começou o segundo set melhor, fez 14 a 10 e obrigou parada de Zé Roberto. Ele trocou a minas-tenista Pri Daroit pela jovem Julia Bergmann e a mudança deu resultado. Com outra atleta do Minas, a oposta Kisy, o Brasil buscou empate em 15 a 15. As turcas voltaram a abrir, mas, com apoio da torcida, a Seleção reagiu e empatou em um erro de ataque de Karakurt: 25 a 23. 

O Brasil voltou melhor no terceiro set e dessa vez abriu boa diferença no placar. A Seleção se impôs e dominou as ações. A Turquia foi valente e encostou, até empatar em 17 a 17. As visitantes ainda viraram, mas a central Carol, do Praia, recolocou as brasileiras na partida com um bloqueio. A partir daí, as donas da casa retomaram o controle. Em ataque para fora de Baladin, as mandantes fecharam em 25 a 23. 

O último set foi muito equilibrado, pois a Turquia voltou disposta a empatar e levar para o tie-break. Em reviravolta, o Brasil fez 15 a 13, mesmo com certa pressão das rivais. Em ataque de Gabi, a Seleção abriu 20 a 17, o que causou intensa participação da torcida. No embalo das arquibancadas, o time verde-amarelo sofreu, mas resistiu à persistência das turcas e fechou o jogo com 25 a 23: 3 a 1. 

Compartilhe