Sem Luxemburgo e auxiliar, Cruzeiro poderá ter Belletti contra o Vasco

Ex-jogador deverá ser responsável por comandar equipe na beira do campo

17/09/2021 10:01 / atualizado em 17/09/2021 10:09
compartilhe
Belletti deverá comandar o Cruzeiro na partida contra o Vasco
foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Belletti deverá comandar o Cruzeiro na partida contra o Vasco

A súmula do jogo entre Cruzeiro e Operário-PR, realizado nesta quinta-feira, confirmou as expulsões do técnico Vanderlei Luxemburgo e de seu auxiliar direto, Maurício Copertino. Ambos precisarão, portanto, cumprir suspensão no compromisso diante do Vasco, neste domingo, às 16h, em São Januário, no Rio de Janeiro.

Com as ausências, a tendência é que o Cruzeiro seja liderado da beira do campo por Juliano Belletti, de 44 anos, auxiliar fixo do clube celeste. Essa será a primeira experiência do ex-jogador no comando da Raposa. 

Belletti encerrou a carreira no Fluminense, em 2011. Entre 2012 e 2016, foi comentarista do SporTV. Além de ser empresário e palestrante, ele é embaixador global do Barcelona, clube pelo qual fez história ao conquistar, dentre outros títulos, a Liga dos Campeões 2005/06.

Fotos da confusão: expulsão, dedo na cara, chega pra lá e escolta

Natural de Cascavel, no Paraná, Belletti iniciou sua primeira passagem no Cruzeiro em 1992, quando integrou as categorias de base. Por muito tempo, morou na Toquinha, alojamento destinado aos jovens em formação na Toca da Raposa I. Embora tenha iniciado sua trajetória no futebol como goleiro de futsal, no clube ele despontou como atleta versátil e atuou como volante e lateral-direito.

Belletti fez cinco gols em 62 jogos pelo profissional do Cruzeiro, entre 1994 e 1996, e conquistou quatro títulos: Copa Master e Copa Ouro, em 1995, e o Mineiro e a Copa do Brasil de 1996. Em seguida, transferiu-se para o São Paulo ao lado do lateral-esquerdo Serginho numa transação que rendeu à Raposa cinco reforços: o zagueiro Gilmar, o lateral-direito Vitor, o volante Donizete Oliveira, o meia Palhinha e o atacante Ailton.

Como profissional, Belletti ainda vestiu as camisas de Atlético, Villarreal, Barcelona, Chelsea e Seleção Brasileira. Ele foi campeão mundial com o Brasil na Copa do Mundo de 2002, na Coreia do Sul e no Japão.

Além de Luxemburgo e Copertino, o Cruzeiro também não poderá ter o preparador de goleiros André Croda no banco de reservas diante do Vasco. O profissional foi outro expulso na confusão generalizada no fim da partida contra o Operário. 


Compartilhe