Hamilton admite frustração com 5º lugar e pit stop no fim do GP da Turquia

Piloto se encaminhava para subir ao pódio neste domingo, quando foi chamado pela Mercedes para trocar os pneus intermediários com os quais começou a corrida

10/10/2021 17:20
compartilhe
Hamilton ficou fora do pódio no GP da Turquia
foto: AFP

Hamilton ficou fora do pódio no GP da Turquia

Lewis Hamilton deixou o circuito de Istambul feliz e frustrado ao mesmo tempo. O piloto inglês terminou o GP da Turquia de Fórmula 1 em quinto lugar, mas poderia ter subido ao pódio, num eventual terceiro posto, se não tivesse trocado os pneus na reta final da prova.

"Teria sido legal terminar em terceiro. E eu pensava: 'se eu pudesse sustentar esta posição, seria um grande resultado, já que larguei em 11ª'. Isso é ruim, mas poderia ter sido pior", comentou o inglês, que foi o mais rápido no treino classificatório, mas largou em 11º porque trocou componentes do motor e foi punido.

Hamilton se encaminhava para subir ao pódio neste domingo, quando foi chamado pela Mercedes para trocar os pneus intermediários com os quais começou a corrida, na 50ª de 58 voltas da prova. A princípio, o inglês relutou, mas acabou cedendo e foi para os boxes. Ele voltou em quinto lugar e não conseguiu ir além disso até a bandeirada final.

Depois da prova, ele avaliou que não deveria ter feito a troca. "Eu deveria ter ficado na pista ou ido mais cedo para fazer a mudança nos pneus. Quando você faz o pit stop faltando oito voltas para o fim, não tem tempo para superar aquela fase inicial dos novos pneus em que demora para aquecer na pista seca Por isso, quase perdi mais posições. Então, foi um pouco frustrante."

A frustração foi grande porque, se tivesse terminado em terceiro, Hamilton teria ficado apenas uma posição atrás de Max Verstappen. E, assim, a diferença para o novo líder do campeonato seria de apenas um ponto. Agora são de seis pontos: 262,5 contra 256,5.

Para aumentar ainda mais a insatisfação de Hamilton, ele viu o francês Esteban Ocon terminar a prova com os mesmos pneus que começou, como pretendia fazer o próprio inglês. Ocon cruzou a chegada numa honrosa décima posição.

"Eu simplesmente não tinha toda a informação disponível enquanto estava pilotando. Mas eu senti que deveria ter ficado na pista. Meu instinto era de permanecer e sinto que era o que deveria ter feito. Então estou frustrado comigo mesmo por não ter seguido os meus instintos."

Compartilhe