Ex-árbitros são unânimes sobre 'pênalti de manual' em Adriano, do Cruzeiro

Sandro Meira Ricci e Sálvio Spínola apontaram erro de André Castro e Rodolpho Toski Marques

20/09/2021 15:34
compartilhe
Sálvio Spínola e Sandro Meira Ricci apontaram pênalti não marcado para o Cruzeiro
foto: Reprodução/SporTV

Sálvio Spínola e Sandro Meira Ricci apontaram pênalti não marcado para o Cruzeiro

Ex-árbitros e hoje comentaristas do Grupo Globo, Sandro Meira Ricci e Sálvio Spínola foram unânimes sobre o lance envolvendo o volante Adriano, do Cruzeiro, no empate com o Vasco por 1 a 1, nesse domingo, em São Januário, no Rio de Janeiro.

Para ambos, o jovem meio-campista, de 21 anos, sofreu pênalti de Marquinhos Gabriel aos 14' do segundo tempo. Para Meira Ricci, o árbitro André Castro, de Goiânia-GO, deixou de marcar uma infração "de manual". 

"Pênalti. A gente vê que o Marquinhos Gabriel começa agarrando quando a bola não está em jogo, mas depois que a cobrança acontece, quando a bola entra em jogo, ele continua agarrando. Em nenhum momento o Marquinhos Gabriel quer disputar. O Adriano tenta se desvencilhar para disputar a bola que vai ser cruzada e não consegue porque é agarrado. Pênalti de manual", disse.

Sálvio Spínola concordou com o colega. "Mão de contato pode, mas agarrar o adversário e impedir que ele se movimente, causar impacto no deslocamento (não pode). O pênalti deveria ter sido marcado. O André Castro não está bem posicionado e, entendo eu que não é um lance de interpretação no campo. É um lance de VAR", avaliou.

O árbitro de vídeo no duelo pela Série B do Campeonato Brasileiro era o curitibano Rodolpho Toski Marques, do quadro da FIFA

A partida entre mineiros e cariocas ainda reservou outros momentos polêmicos. Um gol do Vasco foi anulado no fim da partida em função de um toque na mão de Gabriel Pec, na construção da jogada. Ricci e Sálvio concordaram com a marcação do árbitro, feita após auxílio do VAR. 

O resultado na abertura da 25ª rodada fez o Vasco chegar a 34 pontos, na nona posição, enquanto o Cruzeiro permaneceu em 13º, com 31. Ambos os clubes estão distantes do G4, que tem o CRB em 4º lugar, com 41.


Compartilhe