Francesco Bagnaia crava a pole position na etapa de Aragão da MotoGP

Com recorde da pista, italiano ficou à frente de Jack Miller e Fabio Quartararo

11/09/2021 11:34 / atualizado em 11/09/2021 11:42
compartilhe
Francesco Bagnaia vibrou muito com seu feito na MotoGP
foto: LLUIS GENE / AFP)

Francesco Bagnaia vibrou muito com seu feito na MotoGP

A Ducati dominou o treino classificatório para a etapa de Aragão da MotoGP, na Espanha, neste sábado. Com recorde da pista, o italiano Francesco Bagnaia cravou a 50ª pole position da equipe na categoria. Em segundo ficou Jack Miller, com o líder do Mundial, Fabio Quartararo, da Yamaha, apenas no terceiro lugar.

Bagnaia busca sua primeira vitória na categoria, enquanto Quartararo mais uma vez larga na frente de seus principais concorrentes ao título, podendo ampliar a já tranquila vantagem. "Preciso fazer melhor o quarto setor", admitiu Quartararo, para tentar brigar pelo primeiro lugar em Aragão. Mesmo assim, mostrou-se satisfeito com a posição no grid. Restando apenas seis etapas na disputa após o cancelamento da prova da argentina, o francês soma 206 pontos, 65 a mais que Joan Mir, apenas o 7° no grid. São 69 sobre Zarco, que larga em 10°.

Sorridente, Bagnaia festejou a segunda pole na temporada. "Não imaginava, pois sempre tive dificuldade nessa pista. Mas fico muito satisfeito pela pole e por bater o recorde do Marc Marquez", afirmou. Ele cravou a primeira posição no grid com incrível marca de 1min46s322. O recorde do espanhol era de 1min46s635 e já durava um bom tempo.
O que chamou atenção no treino foi a não classificação de Miguel Oliveira, Alex Rins e Maverick Viñales para o Q2. Eles ficaram atrás de Zarco e Brad Binder, em sessão que garantiria dois pilotos para o bloco dos 12 para a disputa da pole. Zarco e Binder se juntaram a Quartararo, Joan Mir, Jack Miller, Jorge Martín e Francesco Bagnaia, os favoritos para a pole position em Aragão. Marc Marquez buscava a primeira posição inédita na temporada.

Quem foi logo baixando a marca de 1min47s foi Bagnaia, com 1min46s908, mostrando-se viver um grande dia. O líder do Mundial era somente o quarto, mas fez volta espetacular para subir para o topo, seguido por Martín, restando pouco mais de sete minutos. A disputa era intensa.

Todos teriam mais uma chance para desbancar a marca de Quartararo e Bagnaia conseguiu baixar quase meio segundo, com 1min46s322. O francês errou e teria uma nova e última volta para resgatar a pole. Não conseguiu e ainda foi superado por Miller.


Compartilhe