Rebeca Andrade explica escolha por Baile de Favela: 'Deu match'

Ginasta brasileira conquistou a medalha de prata no individual geral nos Jogos de Tóquio ao som do funk de MC João

29/07/2021 11:14 / atualizado em 29/07/2021 12:32
compartilhe
Rebeca foi muito aplaudida após sua apresentação final
foto: Lionel BONAVENTURE/AFP

Rebeca foi muito aplaudida após sua apresentação final

A ginasta Rebeca Andrade fez história ao conquistar a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio na manhã desta quinta-feira (horário de Brasília). Mas o que também fez sucesso foi a escolha pela música Baile de Falvela, funk de MC João, em sua apresentação final. 


 
A brasileira revelou que, na verdade, a ideia foi de seu coreógrafo, que teve sua aprovação de imediato. Ela disse que se identifica com a música e comemorou o sucesso.

Rebeca Andrade conquista prata na ginástica artística


 
"Não fui eu. Foi uma surpresa do meu coreógrafo. Ele veio com essa música e aí fizemos essa coreografia juntos. Foi incrível, mas foi uma surpresa mesmo, não foi uma ideia minha. De início, estranhei um pouco porque estava saindo da Beyoncé (cantora), de quem sou super fã, mas depois me acostumei com a música...", contou.

"Gente, vocês me olham no solo e olham a música, a música é minha cara, não tem como negar. Foi incrível, deu super 'match' e está sendo esse sucesso", completou a medalhista olímpica, em entrevista coletiva.
 
Rebeca adora funk. Ela afirma que o estilo musical faz parte da cultura brasileira e se mostrou orgulhosa pelo fato de a torcida brasileira ter aprovado a escolha.  
 
"Acho que o funk é um dos estilos mais escutados de música no Brasil. E querendo ou não, é a cultura brasileira. Gosto de funk, adoro dançar funk, as batidas são demais, então é um orgulho mesmo para as pessoas que se enxergam no funk saber que todo mundo gostou. Você vê que deu essa repercussão toda com essa música, com essa série", afirmou.
 
A medalhista de prata em Tóquio ainda falou sobre representavidade. Rebeca afirmou que é importante englobar o máximo de pessoas possíveis e espera ser um orgulho para todas as raças.
 
"Eu sou preta e vou representar preto, branco, pardo, todas as cores, verde, amarelo. É um orgulho. O esporte não tem que ter isso, tem que representar todo mundo. As pessoas se espelham em você, querem ser você, parecidas com você. Então é isso, você faz o melhor para você e para os outros. E acredito que eu tenha feito isso hoje trazendo minha música para cá."


MC João

 
O funk Baile de Favela foi lançado em 2015 e marcou a expansão de São Paulo naquele ano, com a letra citando os principais fluxos da periferia paulista.

Não coincidentemente, Rebeca, que nasceu na Vila Fátima, em Guarulhos-SP, ficou mais do que feliz de se apresentar ao som da música. 
 
Nas redes sociais, MC João comemorou comemorou a prata da ginasta. "Vamos, Rebeca! É prata. Medalha de prata com gosto de ouro. Uma guerreira", bradou o funkeiro.  
 

Fotos: todas as medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio

  

Compartilhe