Brasil perde de virada dos russos e brigará por bronze no vôlei masculino

Equipe venceu primeiro set, mas sofreu reviravoltas ao longo da partida - inclusive uma impressionante depois de estar oito pontos à frente - e foi eliminada

05/08/2021 03:20 / atualizado em 05/08/2021 03:26
compartilhe
Com o resultado, o Brasil disputará a decisão pela medalha de bronze neste sábado
foto: Yuri Cortez/AFP

Com o resultado, o Brasil disputará a decisão pela medalha de bronze neste sábado

Após um ótimo início na semifinal do vôlei masculino contra o Comitê Olímpico Russo na madrugada desta quinta-feira (tarde no Japão), o Brasil sofreu uma série de reviravoltas na Ariake Arena e foi eliminado na semifinal da Olimpíada de Tóquio. Os russos conseguiram recuperações impressionantes ao longo da partida e venceram de virada por 3 sets a 1 (18-25, 25-21, 26-24 e 25-23).

Com o resultado, o Brasil disputará a decisão pela medalha de bronze neste sábado, a partir de 1h30. O adversário será o perdedor do outro duelo semifinal, entre França e Argentina, que se enfrentam ainda nesta quinta-feira, às 9h.

Já os russos, que já haviam derrotado o Brasil na primeira fase, voltam à quadra para a final no sábado, às 9h15, diante de franceses ou argentinos.
 
No terceiro set, o Brasil abriu uma impressionante vantagem de oito pontos, mas deixou a margem escapar
foto: Yuri Cortez/AFP

No terceiro set, o Brasil abriu uma impressionante vantagem de oito pontos, mas deixou a margem escapar


Fim de sequência


Com o resultado, o Brasil fica fora de uma final olímpica pela primeira vez desde os Jogos de Sydney, em 2000. Entre 2004 e 2016, foram dois ouros e duas pratas conquistadas pela equipe masculina.

Reviravoltas


O início arrasador - e a vitória no primeiro set com uma diferença de sete pontos, ampla se considerada a igualdade de forças entre as equipes - poderia indicar um caminho tranquilo para o Brasil rumo à final. Mas não foi bem assim.

Os russos tiraram proveito dos erros do time do técnico Renan dal Zotto e venceram a segunda parcial com uma clara evolução ofensiva. No terceiro set, o Brasil abriu uma impressionante vantagem de oito pontos, mas deixou a margem escapar. O nível da recepção caiu e abriu espaço para a recuperação do adversário, que fechou em 26 a 24.

No quarto set, o vento parecia virar logo no começo. Parecia. O Brasil abriu dois pontos de vantagem, mas logo viu os russos virarem novamente. A parcial ficou parelha até o fim, quando os adversários fecharam em 25 a 23 e ganharam o jogo.

Compartilhe