UAI

2

Ex-Cruzeiro, Thiago Carvalho luta pelo acesso como técnico na Série D

Thiago Carvalho foi defensor da Raposa em 2012 e 2013. Atualmente, ele é treinador da Aparecidense e tem decisão contra o Uberlândia por vaga na Série C

05/10/2021 14:10 / atualizado em 05/10/2021 19:18
compartilhe
Thiago comanda a Aparecidente e busca acesso à Série C do Brasileiro
foto: Nicole Mendes / Aparecidense

Thiago comanda a Aparecidente e busca acesso à Série C do Brasileiro


Ex-zagueiro do  Cruzeiro , o treinador Thiago Carvalho comanda a  Aparecidense de Goiás  nos jogos decisivos contra o Uberlândia , pelas quartas de final da Série D . Quem avançar garante uma vaga na Terceira Divisão no ano que vem. Em conversa com o  Superesportes , o ex-atleta relembrou o período na Toca da Raposa II e comentou o duelo mais importante do ano para o time goiano.

Thiago Carvalho, hoje com 33 anos, encerrou a carreira de forma prematura. Em 2018, quando defendia a Aparecidense em campo, ele sofreu lesões no joelho e não conseguiu dar prosseguimento à trajetória de jogador. "Já tinha tirado o menisco, deu um desgaste e começou a dar artrose, não tinha mais condições", explicou.
A inspiração para virar treinador veio da própria casa. "Meu pai, o senhor Gercival Garcia, treinou o Rio Verde de Goiás na base e chegou ao profissional. Isso foi nos anos 2000. E esse era meu pensamento, sempre fui curioso, já estudava um pouco. Em 2018, fiz o curso da CBF e tirei a licença B para treinador".

A Aparecidense ofereceu ao ex-jogador a oportunidade de ser auxiliar-técnico. Ele chegou a trabalhar com nomes importantes, como Márcio Fernandes . Nesta quarta-feira, Thiago Carvalho completa um ano de efetivação como treinador da Aparecidense. O grande objetivo é o acesso.

"Desde o ano passado, a gente luta pelo acesso. Em 2020, chegamos na mesma condição, mas fomos eliminados pelo Mirassol , que se sagrou campeão", disse Carvalho, que citou os destaques do time. "Alex Henrique, centroavante; Wesley Mattos, zagueiro ex-América; Rodriguinho, volante; e Robert, meia".

Thiago Carvalho também elogiou o adversário das quartas de final, o Uberlândia. O primeiro duelo ocorrerá no sábado, às 15h, no Parque do Sabiá. O jogo de volta será no dia 16, às 15h, em Aparecida de Goiânia. "É um time bastante forte, experiente, sabe jogar com a bola. Serão dois jogos muito duros", disse.

Passagem pelo Cruzeiro 

Thiago atuou no Cruzeiro em 2012 e 2013
foto: Euler Junior / EM DA PRESS

Thiago atuou no Cruzeiro em 2012 e 2013


Em 2012, Thiago Carvalho disputou 23 jogos com a camisa do Cruzeiro, sendo 22 como titular e um como reserva. No ano seguinte, acabou perdendo espaço e foi emprestado ao Boa Esporte. "Fui titular muitas vezes em 2012 com o Mancini e depois com o Celso Roth. Só tenho lembranças boas do Cruzeiro, clube no qual pude atuar na Série A".

"Em 2012 e 2013, o Cruzeiro tinha um ótimo ambiente de trabalho, o clube naquele momento era organizado, foi uma ótima experiência. Daquela turma, tenho contato com o Fábio , o Bruno Rodrigo é meu irmãozão, o Rafael , que hoje está no Atlético, eu tenho uma proximidade muito grande, fiz grandes amigos no Cruzeiro".

Thiago Carvalho ainda tem planos de voltar ao clube, agora como treinador. "Seria uma oportunidade bem legal, mas tudo tem o seu momento, estou começando a carreira, tenho muito a aprender ainda. Mas é um sonho um dia poder dirigir o Cruzeiro".

"Penso em fazer minha carreira com vínculo nos clubes, quero ter mais tempo de clube, completei um ano de Aparecidense agora, acho interessante criar raízes, implantar uma filosofia de trabalho, ir buscando resultados", acrescentou.

Os zagueiros Thiago Carvalho e Victorino e lateral Diego Renan durante treino na Toca da Raposa II
foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press

Os zagueiros Thiago Carvalho e Victorino e lateral Diego Renan durante treino na Toca da Raposa II



Referências


Thiago Carvalho disse que tenta pegar aspectos positivos dos trabalhos de vários treinadores. Ele citou como referências Jorge Jesus , do Benfica, Guardiola , do Manchester City, e Renato Gaúcho , do Flamengo.

"Tento pegar um pouco de todos, na verdade. É uma profissão bem complexa, tem que saber bem de gestão de grupo, como o Renato Gaúcho sabe fazer, tento ter um time agressivo e com posse de bola, como gostam Jorge Jesus e Pep Guardiola. Tento pegar uma coisa de cada, não tenho um cara que seja a inspiração", disse.

Thiago destacou seu estilo de jogo preferido. "Gosto de jogar para frente, ser ofensivo, não deixar o adversário jogar, gosto de ter a posse de bola, a gente tem muitas ideias e vai tentando aperfeiçoar ao longo do trabalho".

Compartilhe