UAI

2

Ex-Galo, Rafael Miranda surpreende ao apontar o melhor técnico da carreira

Hoje aposentado e gerindo uma construtora em Nova Lima, ex-volante elegeu um português como melhor comandante com quem já trabalhou

05/08/2022 06:00 / atualizado em 04/08/2022 11:18
compartilhe
Rafael Miranda disse que Sérgio Vieira foi seu melhor treinador na carreira
foto: Reprodução

Rafael Miranda disse que Sérgio Vieira foi seu melhor treinador na carreira

O ex-volante Rafael Miranda, hoje aposentado e gerindo uma construtora em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, surpreendeu ao apontar o melhor técnico da sua carreira em entrevista ao Superesportes

O atleta, que já trabalhou com Emerson Leão, Levir Culpi e Marcelo Oliveira, entre outros, disse que o português Sérgio Vieira, que fracassou na sua curta passagem pelo América, foi o comandante com quem mais aprendeu.

"Em 2016, eu disputei o Campeonato Paulista pela Ferroviária. Eu tive um treinador que se chama Sérgio Vieira, ele está em um time da Segunda Divisão de Portugal. Eu estava com 31 anos, ele tinha 33 anos. Foi o melhor treinador que tive na minha carreira", disse Rafael Miranda. 

"Um cara com 33 anos, foi analista do Braga e do Sporting por muitos anos. Veio para o Athletico-PR para fazer um trabalho com Sub-23 para baixo, de entendimento de jogo, posicionamento, organização defensiva e ofensiva, postura corporal. O Athletico-PR fez uma parceria com a Ferroviária e mandou ele para lá", acrescentou.

Com Sérgio Vieira no comando, em 2016, a Ferroviária fez um bom Campeonato Paulista, ficando na terceira posição do Grupo C, atrás de Audax - dirigido pelo técnico Fernando Diniz e que chegou à final da competição contra o Santos - e São Paulo.

"Esse cara me ligou um dia, 'vamos jogar o Paulista'. Eu falei 'não dá'. Ele me ligou, antes de eu ir, umas 10 vezes. E eu falava, 'não sei, não dá.' Depois eu disse, 'vou comprar sua ideia'. Fui e fiquei três meses. Foi o tempo em que mais aprendi futebol. O entendimento que tive de jogo foi o meu melhor momento da carreira, no menor clube em que joguei, três meses somente, com um treinador de 33 anos. Um negócio que você não imagina, mas em três meses aprendi mais que em cinco anos em outros clubes".


Sérgio Vieira no América


Com a visibilidade no torneio paulista, Sérgio Vieira foi contratado pelo América em 4 de junho. Ele estreou em 11 de junho, na derrota do Coelho para o Internacional, no Beira-Rio, por 3 a 1. Ao todo, foram oito derrotas e somente duas vitórias, contra Coritiba, pela Série A, e diante do Fortaleza, pela Copa do Brasil. No dia 17 de julho, ele foi demitido.

"Ele esteve no América, teve uma passagem muito ruim. É o tipo de trabalho que não adianta chegar como o Cuca chegou (no Atlético), implementar uma filosofia de jogo jogando quarta e domingo. É o tipo de trabalho diferente do que estamos acostumados. O cara precisa de 30 a 50 dias para começar a introduzir a forma dele de entender o jogo, e os jogadores comprarem a ideia e entenderem o que está acontecendo", disse Rafael Miranda.

"A escolha do América foi certa, mas no momento errado. E ele (Sérgio) pegou esse projeto na ambição. 'Primeira Divisão do Brasil, é a chance da minha carreira'. Mas se o cara é frio, o que é muito difícil, você tem que dar um 'não' para isso e falar, 'agora não é o momento, eu topo em janeiro'. Mas é difícil, porque às vezes a chance é uma só'", acrescentou.


Futuro


Sérgio Vieira, hoje com 39 anos, está no Estrela Amadora, de Portugal, segundo o site Ogol. Rafael Miranda disse que o treinador português tem dificuldade de se firmar porque exige autonomia nos clubes.

"Ele tem um problema, que é um cara que não aceita, quer ter autonomia, mesmo sendo um treinador que começa de baixo. Às vezes os caras querem dar palpite, não dão autonomia. Ele não aceita isso. Normalmente ele tem problemas com diretores quando isso acontece. Se é um treinador com muito nome, tem condições de fazer isso", disse.

O ex-jogador do Galo aposta que Sérgio Vieira conseguirá ascensão na carreira em pouco tempo. "Esse cara eu aposto que estará em um grande mercado daqui a pouco", acrescentou.

Compartilhe