Rizek diz que atuação do Atlético foi constrangedora: 'Salvo pelo VAR'

Galo se classificou para as quartas de final da Libertadores após vencer o Boca Juniors nos pênaltis; time argentino teve um gol anulado pela arbitragem

21/07/2021 09:41 / atualizado em 21/07/2021 10:25
compartilhe
Rizek também falou sobre a 'redenção' do goleiro Everson
foto: Reprodução/SporTV

Rizek também falou sobre a 'redenção' do goleiro Everson

O jornalista André Rizek, do SporTV, não poupou críticas à atuação do Atlético contra o Boca Juniors-ARG nessa terça-feira, no Mineirão, nas oitavas de final da Copa Libertadores. O Galo avançou nos pênaltis após o empate sem gols no tempo normal. 

Para o apresentador, a equipe mineira não jogou bem em nenhum dos jogos contra o Boca e ainda foi 'salva' pelo árbitro de vídeo (VAR). O comentário faz referência ao gol anulado de Weigandt. Após ser chamado pelo VAR, o juiz uruguaio Esteban Ostojich assinalou impedimento de Izquierdoz, que, segundo a arbitragem, participou do lance em uma jogada envolvendo o goleiro Everson. 

Na partida de ida, na Argentina, as equipes também empataram em 0 a 0. Em seu perfil no Twitter, antes de acabar a partida decisiva, Rizek disse que a atuação do Atlético nos jogos contra o Boca foi constrangedora. "Pode até se classificar, salvo pelo VAR. Mas a atuação do Galo nos dois jogos contra o Boca é uma coisa constrangedora."

O comunicador também criticou a falta de transparência da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) no polêmico gol anulado. Ele reclamou que não foi possível analisar pela imagem disponibilizada porque ela não abrange todos os aspectos do lance. Na manhã desta quarta-feira, a entidade liberou um vídeo com os áudios e imagens do VAR

"A imagem que a Conmebol divulgou do gol anulado do Boca pelo VAR, com as linhas tracejadas, simplesmente não mostra o momento em que a bola entra em jogo. É o VAR "la garantia soy yo". Temos que ter fé e acreditar na Conmebol. Cadê o momento em que a bola entra em jogo, Conmebol?!! Para a gente saber se vocês pegaram a imagem no momento certo. Cadê?", publicou Rizek.

A noite de Everson


Everson foi de 'quase vilão' para herói da classificação
foto: Pedro Souza/Atlético

Everson foi de 'quase vilão' para herói da classificação

 


O jornalista também falou sobre a atuação Everson, que foi de 'quase vilão' para herói da classificação. O jogador de 30 anos falhou no gol anulado do Boca ao tentar agarrar a bola e soltá-la em seguida. Após o fim do tempo normal, Rizek disse que o goleiro jogava sua condição de titular nas penalidades. 

"Pênaltis, a única chance de Everson seguir como titular no gol do Galo. O time joga a vida na Libertadores e o goleiro joga sua condição de titular...", afirmou. 

Já na disputa de pênaltis, Everson foi do 'inferno ao céu' e brilhou. Ele defendeu duas cobranças da equipe argentina e selou a classificação alvinegra com uma bela batida no ângulo, no tiro final. Após essa reviravolta, o apresentador disse que espera um goleiro melhor.

"Do frango humilhante, salvo pelo VAR, à redenção emocionante nos pênaltis. Que noite do Everson. Que ele saia um goleiro melhor dessa montanha russa (votei nele como melhor goleiro do Brasileiro quando atuava pelo Ceará), à altura da expectativa que temos dele", escreveu Rizek.  
 
 

Fotos de Everson decisivo nos pênaltis, com defesas e gol


Compartilhe