Esportes

Olimpíadas

Conheça Ashley Lawrence: estrela do Canadá e ouro no futebol feminino

Jogadora ajudou a eliminar Brasil nas quartas das Olimpíadas e definiu medalha para time canadense contra suecas

postado em 06/08/2021 17:25

(Foto: Reprodução/Instagram @ashley_lawrence10 )

 
A caminhada do Brasil rumo a mais uma medalha olímpica no futebol feminino parou nos pés de uma canadense. Superando as expectativas dos melhores sites de apostas, quem ficou com a medalha, inclusive, foi o Canadá, batendo a Suécia na final. A seleção favorita a vencer era a dos EUA, que ficou fora na semifinal. O Brasil corria por fora, mas ficou nas quartas de final, depois de empatar em 0 a 0 no tempo normal e ser batida nos pênaltis por 4 a 3. 

A seleção do Canadá evoluiu bastante nos últimos anos. A equipe ganhou o bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e também no Rio de Janeiro, há cinco anos. Naquela ocasião, inclusive, elas derrotaram o Brasil por 2 a 1, que acabou ficando na quarta colocação. É a primeira medalha de ouro do time canadense nos Jogos. 

Boa parte do poderio ofensivo e das armas canadenses para o jogo passam pelos pés de Ashley Lawrence, de 26 anos, uma das melhores jogadoras da competição. Embora Lawrence não tenha feito gols nas Olimpíadas, a lateral-esquerdo é tida por comentaristas como a principal influência da equipe e jogadora mais importante, coletiva e individualmente, na campanha canadense. 

"Ela tem sido a melhor jogadora do Canadá e não acho que isso seja motivo de debate", disse Clare Rustad, ex-zagueira da seleção canadense de futebol feminino, com participação em Jogos Olímpicos e que teve 45 jogos disputados com a seleção nacional. "O desempenho dela é soberbo", completou a ex-atleta.

Conheça Ashley Lawrence


Titular de um dos maiores clubes do mundo, Lawrence vem de uma temporada sensacional, que culminou com um ótimo desempenho na Liga dos Campeões da UEFA, ajudando o Paris Saint-Germain a chegar às semifinais, só parando no ótimo time do Barcelona, que, aliás, é o atual campeão. Ainda pelo PSG, ela ganhou o campeonato nacional e encerrou a hegemonia do Lyon, que já durava mais de uma década.

“É uma jogadora brilhante. Mesmo após uma temporada desgastante, Lawrence ilumina o ataque do Canadá com suas corridas e avanços nada menos que fabulosos pela lateral-esquerda, enquanto também cumpri suas responsabilidades defensivas com autoconfiança e extrema segurança", escreveu o jornalista John Molinaro, um dos principais jornalistas canadenses quando o assunto é futebol. 

"Sempre que joga, Lawrence já provou ser extremamente importante para o Canadá nas Olimpíadas de Tóquio. Se o desempenho dela na fase de grupos foi impressionante, a chance de conquistar uma medalha certamente vai ajudá-la a ser ainda mais decisiva para a equipe canadense", concluiu o jornalista.