Mancini elogia equilíbrio do América, mas aponta onde time precisa evoluir

Treinador analisou empate contra o Grêmio e avaliou trabalho no Coelho

24/07/2021 21:00 / atualizado em 24/07/2021 21:22
compartilhe
Vagner Mancini disse estar satisfeito com a evolução do América, mas apontou onde é preciso evoluir
foto: Estevão Germano/América

Vagner Mancini disse estar satisfeito com a evolução do América, mas apontou onde é preciso evoluir

O técnico Vagner Mancini analisou o empate do América em 1 a 1 contra o Grêmio, resultado que deixa as duas equipes ainda em situação muito delicada na Série A do Campeonato Brasileiro. Para o treinador, a equipe alviverde demonstrou personalidade e coragem ao pressionar e dominar o Grêmio na maior parte do duelo que, segundo sua visão, caso houvesse vencedor, deveria ser o Coelho pelo que apresentou em campo.

O América foi superior ao Grêmio em ações ofensivas - teve 18 tentativas de gol contra 14 do rival, sendo 7 a 4 no alvo, além de sofrer mais faltas (31 a 23), segundo o Flashscore. O Coelho também teve mais a posse de bola durante a maior parte do jogo, mas esse quesito teve o resultado invertido pela pressão gremista na reta final (acabou em 51% contra 49% a favor dos donos da casa).

Ainda assim, Mancini pontuou que o time bobeou em algumas oportunidades, o que gerou contra-ataques perigosos em que o Grêmio poderia ter definido a vitória no confronto.

"O América jogou a maior parte do tempo no campo ofensivo, no campo do Grêmio, forçou muito a equipe da casa ao longo dos 90 minutos, teve boas oportunidades, assim como também bobeou em alguns lances. Mas acho que, se tivesse para ter um vencedor, teria que ser o América. O time mostrou, além de personalidade, uma coragem muito boa de enfrentar uma equipe que não vem bem no campeonato, mas que tem uma camisa muito forte e bons jogadores. Fiquei satisfeito em ver a evolução da equipe nesses últimos jogos, com um sistema novo. Acima de tudo, a coragem desses jogadores que se empenharam muito e tentaram levar a vitória para Minas", ponderou.

Vagner Mancini apontou onde viu seu time ser melhor que o adversário, mas apontou onde ocorreram erros e onde quer ajustar o time para a sequência. "O América foi superior na organização, no equilíbrio tático, teve mais a bola nos pés, finalizou mais a gol, atuou mais no campo de ataque. Óbvio que ainda não chegou no ideal. Ainda pecamos em algumas tomadas de decisão que, no momento, eram importantes para o desenrolar da partida. Alguns lances laterais onde tínhamos que buscar o fundo do campo, com um pouco mais de profundidade. A gente pisava na bola, voltava, então isso gerava posse de bola, mas, ao mesmo tempo, incomodávamos pouco o Grêmio", observou.

"No segundo tempo, tivemos um pouco mais de atitude nesse sentido, forçamos mais, marcou mais adiantado, não deixou o Grêmio jogar, a não ser nos últimos 10 minutos, onde teve um certo equilíbrio. Nos outros 70, 80 minutos, o América foi superior. Essa tomada de decisão, que é uma coisa muito fina, individual, tem que melhorar. E ela melhora a partir do momento em que o atleta se sente mais confiante dentro de campo", indicou o treinador.

Na próxima rodada, o América tem mais um embate fora de casa. O Coelho vai até Goiânia enfrentar o Atlético-GO. O jogo está marcado para o próximo domingo, às 20h30, no estádio Antônio Accioly.

Fotos de Grêmio x América, pela Série A




Compartilhe