Fica ou sai? Mancini explica planos para utilizar Ademir no América

Atacante tem contrato com o Coelho até dezembro, mas pode sair antes

25/07/2021 15:00
compartilhe
Ademir se recuperou de lesão e pode reforçar o América até o fim de seu contrato, em dezembro
foto: Marina Almeida/América

Ademir se recuperou de lesão e pode reforçar o América até o fim de seu contrato, em dezembro

O atacante Ademir está próximo de deixar o América mas, de acordo com o técnico Vagner Mancini, isso não impede que ele ainda seja útil ao time. Segundo o treinador americano, o jogador deve ser utilizado até o fim de seu contrato com o clube - em dezembro deste ano - ou até que seja batido o martelo em uma eventual negociação envolvendo o atleta - o Atlético ofereceu um pré-contrato e o acordo está perto de ser concluído.

Ademir voltou a campo com a camisa alviverde depois de pouco mais de um mês, após recuperação de lesão no músculo posterior da coxa direita - foram sete partidas desfalcando o time no Brasileiro. Acionado no segundo tempo do empate contra o Grêmio, nesse sábado, o atacante conseguiu entregar algo que, segundo Mancini, falta à equipe americana em alguns momentos cruciais dos jogos.

"O Ademir é uma opção muito interessante, entrou disposto. Teve alguns bons momentos em lances ofensivos, mas é um atleta que ainda está um pouquinho abaixo em termos físico e por isso iniciou no banco. É um atleta muito identificado com o clube e com o elenco. Ele sofreria mais se entrasse desde o começo do jogo e por isso a opção. É importante dizer que, quando ele entrou, ficamos bem mais agudos. Isso tem que acontecer, o América tem que incomodar mais na parte ofensiva", apontou o treinador.

A proximidade do fim do vínculo com o América e a possibilidade de já assinar um pré-contrato com outro clube ou ainda acertar uma antecipação da negociação para já vestir a camisa de outra equipe - desejo da diretoria do Atlético - não são problemas para a utilização do jogador, segundo Mancini. O comandante americano ressaltou que Ademir tem demonstrado muito profissionalismo e destacou o empenho do atleta nos treinos para voltar a jogar.

"Não atrapalha de maneira alguma (a proximidade do fim do contrato). Pelo que eu vi dele hoje em campo, está muito disposto a ficar, a ajudar o América até o final do seu contrato. É importante exaltar o que vivemos no dia a dia. O Ademir tem se mostrado muito disposto a voltar a jogar rapidamente e todo mundo sabe que o contrato dele acaba no final do ano. A julgar pelo que ele fez hoje no final do jogo, eu só tenho a dizer que fiquei satisfeito com o empenho, a dedicação e o que ele entregou pra equipe", avaliou Mancini, que disse ainda esperar tempo para evolução física do atleta com a sequência de jogos.

"Com certeza ele vai melhorar, porque ele teve pouco tempo de treinamento para jogar esses 25 minutos. A partir do momento em que ele tiver uma semana maior, com mais tempo de treinamento, agora vamos jogar só daqui há oito dias, então esse tempo de treinamento vai ser importante pra ele", pontuou.

O América terá essa semana sem jogos e focada somente em treinamentos agora. Após o empate com o Grêmio em Porto Alegre, a comissão técnico terá sete dias de recuperação e trabalhos para preparar a equipe que enfrenta o Atlético-GO. O duelo com os goianos está marcado para o domingo, às 20h30, no estádio Antônio Accioly.

Compartilhe