UAI


Sob nova direção, América quer retomar caminho das vitórias contra o Santos

Marquinhos Santos fará estreia no comando técnico do Coelho diante do Peixe, neste sábado (23), em partida da Série A do Campeonato Brasileiro

23/10/2021 05:30
compartilhe
Marquinhos Santos fará estreia no comando técnico do América contra o Santos
foto: João Zebral/América

Marquinhos Santos fará estreia no comando técnico do América contra o Santos


Sob nova direção, o América quer retomar o caminho das vitórias na Série A do Campeonato Brasileiro diante do Santos, em duelo válido pela 28ª rodada. Às 17h deste sábado (23), na Vila Belmiro, em Santos, o Coelho fará confronto direto contra a equipe paulista e buscará triunfar após três jogos sem vencer.


Nesta semana, o técnico Marquinhos Santos, ex-Juventude, foi contratado e iniciou os trabalhos com o elenco alviverde para dar continuidade ao trabalho de Vagner Mancini - que deixou o comando do Coelho para assumir o Grêmio. O América ocupa a 13ª colocação do Brasileirão, com 32 pontos, e tem a permanência na elite do futebol nacional como principal meta na temporada.

Após um período de oito jogos de invencibilidade, ainda sob o comando de Mancini, o Coelho perdeu o atacante argentino Mauro Zárate por lesão e, desde então, não voltou a vencer. Nas últimas três rodadas, o time mineiro empatou com o Juventude (1 a 1), perdeu para o Internacional (3 a 1) e empatou com o Bahia (0 a 0), nesta ordem.

Se vencer o Peixe, o América poderá alcançar até a 9ª posição na tabela. Para isso, no entanto, teria que contar com tropeços de Cuiabá (9°, com 35 pontos), Athletico-PR (10°, com 34), Atlético-GO (11°, com 34) e São Paulo (12°, com 34). Eles enfrentam, respectivamente, Atlético (fora), Fortaleza (fora), Grêmio (casa) e RB Bragantino (fora).

Momento do rival


Com uma campanha abaixo das expectativas no Campeonato Brasileiro, o Santos ocupa a 15ª posição, com 29 pontos. O Peixe depende de uma vitória contra o América para alcançar o clube mineiro, 13° colocado, em número de pontos.

Até então, a equipe paulista tem apenas seis vitórias no Brasileirão, além de 11 empates e nove derrotas. O Santos marcou 23 gols (quarto pior ataque da competição) e sofreu 32. Neste momento, de acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais, o Peixe tem 33,9% de chances de ser rebaixado pela primeira vez à Série B.

O analista de desempenho Andherson Oliveira fez uma avaliação do Santos sob o comando de Fábio Carille. Na visão do analista, o Peixe ainda é uma equipe em fase de adaptação às ideias do novo treinador.

"O Santos do Carille ainda é uma equipe em fase de adaptação. Muito por conta do tempo de trabalho - um trabalho curto. Ele chegou há um mês e 15 dias. Muito por conta também das características dele e dos jogadores. O Carille tem um modelo de jogo diferente dos últimos treinadores que passaram pelo Santos. Então, tanto os jogadores ainda estão se adaptando ao Carille quanto o Carille se adaptando aos jogadores", disse.

Carille tenta implementar modelo de jogo no Santos
foto: Ivan Storti/Santos

Carille tenta implementar modelo de jogo no Santos


"A amostra é curta, mas traçando um paralelo desse trabalho com o anterior, do Diniz, o Carille já conseguiu 'colocar o dedo dele' em algumas questões. Hoje, o Santos tem uma equipe bem mais sólida em fase defensiva. Tanto se organizando defensivamente quanto transitando (momento após a perda da posse de bola). É uma equipe que está se defendendo melhor, que tem protegido melhor o seu entrelinhas. Uma equipe que tem sofrido menos quando a última linha tem que baixar para recuperar a profundidade (espaço às costas). Por característica do Carille, tem defendido bem o funil (região da entrada da área)", completou Andherson.

"Ainda assim, é um time que involuiu em outros pontos em comparação com o trabalho do Diniz. Por exemplo, a organização ofensiva do Santos, hoje, é um dos pontos que é muito criticado pela torcida e pela imprensa. Porque antes, o time do Diniz pecava na finalização mas criava, tinha um certo volume de criação de jogadas. Hoje, o time do Carille tem uma certa dificuldade. É um time que ainda carece de dinâmicas para poder entrar no último terço do campo. É claro, muito por conta do trabalho ainda estar em um estágio inicial", encerrou.

Retrospecto recente positivo


O América se apega às boas lembranças que construiu nos últimos confrontos contra o Santos para conquistar mais um bom resultado neste sábado. Nas últimas três vezes em que as equipes se enfrentaram pelo Campeonato Brasileiro (duas em 2018 e uma em 2021), o Coelho saiu vencedor.

Em 2018, na última visita do Coelho à Vila Belmiro, no litoral paulista, o time mineiro venceu o Santos por 1 a 0 com dois chutes a gol e apenas 26% de posse de bola.

Em um embate de amplo domínio santista, o América abriu mão da posse de bola desde o primeiro minuto e apostou na organização defensiva e nos contra-ataques. A estratégia funcionou: aos 39 minutos, de pênalti, Ruy fez o único gol da partida.

Ruy marcou o gol da vitória americana na última visita à Vila Belmiro
foto: Antônio Cícero/Estadão Conteúdo

Ruy marcou o gol da vitória americana na última visita à Vila Belmiro


O time mineiro, no entanto, precisou suportar a pressão santista até o final. Os mandantes tiveram 74% de posse de bola e finalizaram impressionantes 29 vezes ao gol defendido por João Ricardo, mas saíram derrotados.

Já no primeiro turno do Brasileirão de 2021, o Coelho conquistou outra grande vitória diante do Peixe. Com gols do lateral-esquerdo João Paulo e do atacante Carlos Alberto, a equipe alviverde superou o Santos por 2 a 0 no Independência, em Belo Horizonte. Relembre os tentos americanos no duelo no vídeo abaixo.


Baixas e dúvida


Por suspensão automática, o Santos não poderá contar com o zagueiro Wagner Palha. Além dele, o Peixe tem seis desfalques por lesões. São eles: o goleiro John, os zagueiros Kaiky e Luís Felipe, os meias Jobson e Sandry, além do atacante Léo Baptistão.

Já no América, as baixas do departamento médico seguem sendo o lateral-direito Eduardo e o atacante Orlando Berrío. A principal dúvida na escalação está no ataque: em transição física após recuperação de uma lesão na coxa direita, o atacante argentino Mauro Zárate viajou com a delegação para o litoral paulista. Ainda assim, sua presença ainda não é certa na formação do Coelho.

Santos

João Paulo; Madson, Danilo Boza, Emiliano Velázquez e Felipe Jonatan; Camacho, Vinicius Zanocelo e Carlos Sánchez; Marinho, Lucas Braga e Diego Tardelli.
Técnico: Fábio Carille

América

Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon; Lucas Kal, Juninho e Alê; Ademir, Felipe Azevedo (Zárate) e Fabrício Daniel.
Técnico: Marquinhos Santos

Motivo: 28ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Data e horário: sábado, 23 de outubro de 2021, às 17h
Local: Vila Belmiro, em Santos
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (RJ) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RJ)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Transmissão: Premiere

Compartilhe