UAI

2

Juninho fala sobre tabu contra Atlético: 'Incomoda o América e o torcedor'

Capitão do Coelho revela incômodo com jejum diante do Atlético mas ressalta que o time está focado em vencer o duelo de domingo (7)

06/11/2021 06:00 / atualizado em 06/11/2021 01:20
compartilhe
Capitão do América, Juninho exaltou o Atlético e destacou o foco do América no clássico de domingo (7)
foto: Mourão Panda/América

Capitão do América, Juninho exaltou o Atlético e destacou o foco do América no clássico de domingo (7)


O América não vence o Atlético há cinco anos. Nos últimos 17 jogos entre as equipes, 12 triunfos alvinegros e cinco empates. A última vitória americana no clássico foi na partida de ida das finais do Campeonato Mineiro de 2016. Naquele dia, o Coelho venceu o rival por 2 a 1.

Esse jejum pode ser quebrado neste domingo (7), quando as equipes se enfrentam no Mineirão, às 16h, em duelo válido pela 30ª rodada do Brasileirão. Em entrevista no CT Lana Drummond, o volante Juninho destacou a importância dessa partida e afirmou que o elenco americano deve usar o peso dela ao seu favor.
 

"Incomodar, lógico que (o tabu) incomoda. Me incomoda, incomoda o clube e o torcedor também. Ninguém gosta de não vencer, ou só perder, vamos dizer assim. Peso (a mais) eu acho que (ele) não traz para esse grupo porque são situações diferentes. Peso já tem por ser clássico. Quanto mais leve nós entrarmos em um clássico desses, mais próximos nós ficamos da vitória. Mas o clássico por si só já tem seu peso. Incomodar é diferente de entrar com carga, colocar carga excessiva. Tem que ser aquele incômodo de trazer uma situação para te favorecer, e é isso que vamos buscar: trazer algo para nos favorecer e nos motivar mais ainda para vencer o jogo, e consequentemente quebrar o tabu. Vamos entrar em campo não para quebrar o tabu, mas para vencer e conquistar os três pontos", ressaltou. 

O confronto ocorrerá em um momento de sucesso dos dois times. O Atlético é líder isolado do Brasileirão, tendo até o momento 62 pontos (nove a mais que o Flamengo, segundo colocado). O América, por outro lado, vem crescendo na tabela e briga diretamente por vagas nas competições internacionais. A equipe está em 10º lugar, com 38 pontos. 

"Esse ano nós fizemos bons jogos contra o Atlético, mas nenhum deles foi suficiente para sairmos vencedores. Vamos ter que buscar fazer um diferencial (para esse jogo). Talvez uma concentração a mais, um capricho a mais, é lógico", afirma Juninho. América e Galo se enfrentaram quatro vezes em 2021. Ocorreram duas vitórias alvinegras e dois empates.

Na visão do volante, para que o América se torne um dos grandes é preciso que ele enfrente os principais clubes do futebol brasileiro. 

"A gente sabe do grande momento que o Atlético está vivendo. A gente também vem vivendo um bom momento no campeonato, mas o Atlético vem fazendo por merecer tudo que está vivenciando. Mas o clube, o América, nós jogadores, todo mundo aqui pensa em fazer do América um clube reconhecido de Série A, um dos grandes do Brasil. Para isso, nós temos que enfrentar os grandes. Mais do que ter, temos que ter em nós o querer. Nós queremos enfrentar os grandes para nos tornarmos grandes também. Esse é o nosso pensamento. Além de termos que enfrentar, a gente quer. Eu vejo o América preparado para essas situações, esses tipos de jogos. Vamos para domingo fazer um grande jogo e sairmos vencedores".


Compartilhe