UAI

2

Auxiliar do América avalia pré-temporada e comenta utilização da base

À frente dos primeiros treinos da equipe no ano, Diogo Giacomini elogiou os jovens, mas alertou: 'Não tem que jogar no profissional só porque é da base'

03/01/2022 09:12
compartilhe
Giacomini fez um balanço positivo da pré-temporada
foto: Tereza Rebello Horta/América

Giacomini fez um balanço positivo da pré-temporada


O América iniciou a pré-temporada há uma semana, na segunda-feira passada (27), com apenas jovens que subiram das categorias de base. À frente dos primeiros treinamentos da equipe, Diogo Giacomini, auxiliar técnico do clube, avaliou o período e comentou a possível utilização desses atletas no profissional. 



Em vídeo divulgado pela TV Coelho nesse domingo, o profissional fez um balanço positivo das atividades e explicou a metodologia utilizada. Segundo ele, a ideia é promover trabalhos que englobem a parte técnica, tática e física para que os jogadores iniciem a temporada em alto nível.

"(Faço um) balanço muito positivo, uma semana muito produtiva. O futebol hoje trabalha de forma sistêmica, então nós desde o primeiro dia estamos trabalhando todos os aspectos inerentes ao jogo, a parte técnica, a parte tática. Obviamente, como é pré-temporada, com um plano físico, então tem um dia que é mais força, mas velocidade, mas sempre inseridos em trabalhos com bola. Isso vai dando condição ao jogador para ele iniciar a temporada competitiva já em alto nível", afirmou o profissional.

Nove atletas que subiram da base participaram dos primeiros treinamentos do Coelho na pré-temporada: o goleiro Robson, os zagueiros Zé Vitor, Arthur, Gustavo Marques e Carlos Junio, o meia Rodriguinho e os atacantes Gustavo, Kawê e Léo Passos. 

Com a expectativa da torcida em relação a utilização desses jogadores no profissional, Giacomini garantiu que a intenção é dar mais espaço para essa geração. No entanto, o auxiliar afirmou que isso não vai ocorrer apenas por serem formados no clube.

"Primeira coisa é eles entenderem que o jogador não tem que jogar no profissional do América só porque ele é da base. Na verdade, ele tem que apresentar uma capacidade tanto técnica quanto física para poder jogar o futebol profissional. Então isso foi deixado bem claro para eles, que eles terão espaço no elenco, mas desde que mostrem condições e capacidade para isso. É uma geração talentosa, que trabalhou muito bem na categoria Sub-20 (se sagrou campeã do Mineiro). O que o América quer é abrir espaço para esses jogadores para que eles possam ser utilizados de forma efetiva no profissional e nos deem retorno técnico e até futuramente um retorno financeiro para o clube", explicou Diogo. 

O restante do elenco tem o retorno previsto para os dias 4 e 10 de janeiro, respectivamente. O América estreia no Campeonato Mineiro no dia 26 de janeiro, contra a Caldense, em Poços de Caldas. A primeira partida pela Libertadores será no dia 23 de fevereiro, contra o Guaraní-PAR, no Independência, em Belo Horizonte. 


Compartilhe