UAI

2

'Não desistimos ainda', diz dirigente sobre renovação de América com Zárate

Atacante está livre no mercado de transferências após seu contrato com o Coelho ter se encerrado

06/01/2022 18:02
compartilhe
Mauro Zárate durante duelo entre Atlético-MG e América, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileir
foto: Mourão Panda / América

Mauro Zárate durante duelo entre Atlético-MG e América, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileir


Querido pela torcida americana, o atacante Mauro Zárate ainda não renovou seu contrato com o Coelho para a temporada de 2022. Mesmo com a recusa do jogador em um primeiro contato do clube, Euler Araújo, membro do Conselho de Administração do América, afirmou ainda não ter desistido da contratação do argentino.

"Estamos negociando. Não desistimos ainda. Eu tenho tido contato diário com o Zárate, para criar uma condição, uma forma que viabilize a vinda dele para cá. Mas eu não posso prometer. Não estou nem pessimista e nem realista. Estou sendo realista. Tem que ser dentro daquilo que o América pode pagar e cumprir, que o que o América promete, ele cumpre", afirmou o dirigente no podcast Decadentes, no Youtube.

O contrato entre Zárate e América se encerrou no fim da temporada de 2021. Com isso, o jogador está atualmente livre no mercado de transferências. De acordo com o dirigente, a pedida de aumento salarial do atacante de 34 anos está sendo o entrave da negociação.

"Nós fizemos uma composição para ele vir aqui ganhando um salário mensal, e o que ele deixou de ganhar em relação ao que foi pedido, demos para ele de premiação no final do ano. Então, ele veio, se arriscou. (...) só que o Zárate quer ganhar, a partir de janeiro, o que ele ganhou no América sem premiação. Ou seja, ele quer ganhar isso em salário. Isso para o América é absolutamente inviável. É muito alto para os padrões do futebol brasileiro", disse Euler Araújo.
 
 

Movimentações do América no mercado da bola para 2022


Zárate chegou ao Coelho em agosto de 2021. A vinda do argentino foi crucial para a melhora de desempenho do América no Campeonato Brasileiro. Com o atacante em campo, a equipe alviverde fez 16 jogos, venceu nove, empatou seis e perdeu apenas um, totalizando aproveitamento de 68,8%. 

Apesar de não ter números individuais muito expressivos, somando apenas um gol e duas assistências pelo Coelho, o camisa 99 foi crucial no esquema tático adotado por Vagner Mancini e posteriormente Marquinhos Santos.

"É engraçado porque, no dia que ele chegou, disse que tinham mais três times atrás dele, e realmente era verdade, mas ele enxergava no América o único com condições de permanecer na Série A. Olha só para você ver que nessa época, quando ele veio pra cá, a gente estava saindo da zona do rebaixamento, estávamos naquela dificuldade, a dois, três pontos do rebaixamento. Ele realmente veio, e nas sete primeiras partidas foram quatro vitórias e três empates", contou Euler Araújo.


Reformulações


O América já acertou a renovação de jogadores importantes. Até o momento, tiveram vínculos estendidos o goleiro Matheus Cavichioli, o lateral-esquerdo Marlon, o lateral-direito Patric, o volante Juninho e os atacantes Felipe Azevedo e Berrío.

Em contrapartida, o Coelho já confirmou as saídas dos laterais-direito Diego Ferreira e Thalys, dos zagueiros Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Anderson, dos laterais-esquerdos Alan Ruschel e Lucas Luan, do volante Ramon e Sabino, dos meia-atacantes Marcelo Toscano, Geovane, Bruno Nazário e Isaque, e dos atacantes Ribamar, Chrigor, Luiz Fernando, Vitão e Ademir.
 

Quem não permanece no América em 2022

Quem fica no América para 2022

 

Compartilhe