UAI

2

Wellington Paulista diz o que América precisa para avançar na Libertadores

Coelho encara o Barcelona, no Estádio Banco Pichincha, em Guayaquil-EQU, pela Copa Libertadores

15/03/2022 08:45 / atualizado em 15/03/2022 08:57
compartilhe
Wellington Paulista quer ver o time ofensivo no Equador
foto: Alexandre Guzanshe / EM DA PRESS

Wellington Paulista quer ver o time ofensivo no Equador


O atacante Wellington Paulista disse que o América precisa 'saber sofrer' e ser bem ofensivo no duelo desta terça-feira (15), às 21h30, contra o Barcelona, no Estádio Banco Pichincha, em Guayaquil-EQU, para avançar à fase de grupos da Copa Libertadores.


No jogo de ida, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, houve equilíbrio no empate por 0 a 0. Uma vitória classifica o Coelho. Empate leva a decisão para os pênaltis.

"Acho que é continuar atacando, a gente tem uma característica de propor o jogo, de atacar o tempo todo, temos que marcar com mais atenção para que a gente não sofra como sofreu nos últimos minutos do jogo contra eles. É continuar com o mesmo pensamento, tentando atacar a todo momento, buscando o gol a todo momento, porque na hora que a gente conseguir fazer o gol, a gente vai sair classificado", disse o atacante.

Wellington Paulista elogiou o Barcelona de Guayaquil. "É um time totalmente diferente do Guarani, time com qualidade, tem um contra-ataque muito rápido, toca bem a bola, tem jogadores com boas características pelo lado. Já joguei junto com o Cristian Penilla, sei da qualidade e da capacidade que tem os jogadores. O número 9 é um cara muito esperto, muito vivo, a gente tem que saber jogar. É Libertadores, a gente sabe das dificuldades, mas temos a qualidade suficiente para sair daqui vitorioso".


O atacante do Coelho disse que será necessário "saber sofrer". Além do Barcelona, o Coelho terá como adversário o estádio lotado em Guayaquil. "Nada é diferente do que estamos acostumados no Brasil. A gente pega alguns times com muita torcida, que estão sempre com estádios cheios, a gente sabe jogar assim, tem que saber sofrer, tem que ter em mente isso aí. Uma frase que eu costumo falar muito é saber sofrer para que a gente consiga fazer um bom jogo".

Compartilhe