UAI

2

Edison Borges rasga elogios aos jovens do América: 'São o futuro do clube'

Auxiliar técnico do Coelho enfatizou 'brilho nos olhos' dos atletas mais jovens com oportunidade diante do Tombense, em partida do Campeonato Mineiro

19/03/2022 20:00
compartilhe
Edison Borges, auxiliar técnico do América, comandou a equipe diante do Tombense
foto: Mourão Panda/América

Edison Borges, auxiliar técnico do América, comandou a equipe diante do Tombense


O auxiliar técnico Edison Borges, do América, rasgou elogios aos jovens jogadores utilizados na vitória por 1 a 0 sobre o Tombense, neste sábado (19), no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Após a partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Mineiro, o profissional destacou: 'São o futuro do clube'.
 
 

Edison Borges voltou a enfatizar que o planejamento do América para o início de temporada, evidentemente, não passava por uma queda precoce no Campeonato Mineiro. Ainda assim, ele destacou o esforço empregado na classificação à fase de grupos da Copa Libertadores.

"Dentro do planejamento que foi montado, nós sabíamos que teríamos um pouco de dificuldade no Campeonato Mineiro, até pela coincidência de jogos com a Libertadores. Nós tínhamos que optar. Se priorizou muito dar oportunidade para esses novos atletas, e a gente fica feliz de ver os atletas saindo da base e vestindo a camisa do América, porque eles são o futuro do clube. (...) Teve um desgaste muito grande nesse elenco, depois jogo contra o Uberlândia e contra o Barcelona, e a gente teve que optar. Claro que a cobrança vem, mas acho que todo mundo tem a consciência que foi feito um planejamento, e esse planejamento foi cumprido", avaliou.
 

Fotos de América x Tombense pelo Campeonato Mineiro

 

Jovens com moral

Edison Borges não poupou elogios aos jovens jogadores escalados na tarde deste sábado. Ele avalia que o clube precisa ter um 'carinho muito grande' para saber lapidar os atletas.

"Exatamente. Isso está dentro do planejamento, até para dar uma minutagem para esses atletas. Hoje, nós tivemos aí 19 atletas oriundos das categorias de base. A gente via a ansiedade antes do jogo. Para muitos, foi a primeira vez no banco de reservas do profissional. Isso é importante porque demonstra a qualidade do trabalho do América. A preocupação com as suas categorias de base, porque isso é um dos maiores títulos de um clube. São jogadores que a gente tem que ter um carinho muito grande para saber lapidar, usar na hora certa", afirmou.
 
 

Por fim, o auxiliar falou em 'brilho nos olhos' dos mais novos no América. Ele destacou a campanha do sub-20 na Copa São Paulo de Futebol Júnior, que terminou com o Coelho semifinalista.

"A gente vê o nível de comprometimento e a felicidade deles vestindo a camisa do América. Eu acho que isso é importante. Praticamente o banco todo fez uma Copa São Paulo brilhante, levando o nome do América ao mais alto nível, que é muito difícil. Eles tendo essa oportunidade no Campeonato Mineiro, ter minutagem... vai dando uma experiência muito boa. Brilho nos olhos: isso é bacana demais", completou.

O América disputará o Troféu Inconfidência e terá, já na quarta-feira (23), o Tombense pelas semifinais. Por ter tido a melhor classificação na primeira fase, o Coelho definirá a ordem dos mandos de campo dos duelos e terá a vantagem de jogar por dois resultados iguais - dois empates ou uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols.

Compartilhe