UAI

2

Éder sobre melhora do América com Mancini: 'Não tem muita explicação'

Zagueiro do Coelho não sabe dizer o que mudou com a chegada do técnico, mas exalta os rápidos ajustes feitos apenas nas conversas com o grupo

22/04/2022 11:40 / atualizado em 22/04/2022 11:40
compartilhe
Em entrevista coletiva, Éder analisou o impacto da chegada de Vagner Mancini
foto: Mourão Panda/América

Em entrevista coletiva, Éder analisou o impacto da chegada de Vagner Mancini

Oito gols em três jogos, duas vitórias e um empate nos últimos três: a melhora do América com o técnico Vagner Mancini é clara. O zagueiro Éder, no entanto, não sabe explicar o que mudou ao certo com a chegada do novo comandante.
 
Desde a saída de Marquinhos Santos e a chegada de Mancini, o Coelho mostrou uma melhora no desempenho. Em entrevista coletiva realizada nessa quinta-feira (21), o defensor de 27 anos afirmou que não sabe o 'real motivo' para que isso tenha acontecido.


 
"Futebol não tem muita explicação algumas coisas. Você não sabe definir realmente qual o motivo. Só estamos aqui fazendo o nosso trabalho. Claro que saiu de um treinador de muita qualidade, e o América trouxe outro que também tem muita qualidade. O que muda geralmente são algumas decisões próprias de cada treinador, então não sabemos o real motivo, mas não mudou nada em relação a trabalho, a competitividade do elenco", afirmou.
 
Apesar da classificação à fase de grupos da Copa Libertadores, o América não vinha apresentando um bom futebol na temporada. Reflexo disso foram os poucos gols marcados sob o comando de Marquinhos Santos: 16 em 19 partidas.
 
Éder garante que, mesmo durante esse período, o grupo manteve a confiança e, nas últimas partidas, a mentalidade foi a mesma. "Teve a mudança de treinador, mas não teve a mudança de mentalidade dos jogadores. Teve a parte da oscilação durante esta temporada, mas mesmo durante ela o grupo se manteve unido, focado, não deixou a parte externa atrapalhar, o que é natural."
 
Após a contratação de Mancini, o Coelho empatou em 1 a 1 com o Atlético, no Mineirão, pela Copa Libertadores, venceu o Juventude por 4 a 1 no Independência, pelo Campeonato Brasileiro, e praticamente assegurou a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil ao vencer o CSA por 3 a 0, no Rei Pelé, em Maceió.
 
Mesmo sem saber o que mudou com a chegada do técnico, Éder elogiou a capacidade do técnico em fazer ajustes na equipe apenas conversando com os atletas, visto que teve poucos treinamentos com a rotina de jogos.
 
"Com essa união, nós conseguimos nos manter focados. Coincidiu com a chegada do Mancini, que também mostra muita qualidade em conseguir aplicar o que ele quer com palavras, já que não consegue ter um tempo bom para mostrar o que quer em campo, porque estamos jogando a cada três dias. Deu muito certo essa junção do treinador conseguir aplicar, com palavras, o que ele quer, e os atletas assimilarem o mais rápido possível e praticar dentro de campo", exaltou o defensor.

Fotos do treino do América nessa quinta-feira (21)


 
Éder foi contratado no início desta temporada após defender o Atlético-GO em 2021. Titular desde que chegou ao clube, ele soma 12 partidas e dois gols marcados com a camisa alviverde.
 
O zagueiro deve estar entre os 11 iniciais da equipe neste domingo (24), às 16h, quando o América visita o Santos na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Brasileiro.

Compartilhe