UAI

2

Mudança imediata: América marcou 8 gols em 3 jogos com Vagner Mancini

Em pouco tempo de trabalho, treinador mudou a postura ofensiva e ajustou a marcação do Coelho; equipe sofreu apenas dois gols nesse período

19/04/2022 22:38 / atualizado em 20/04/2022 00:30
compartilhe
América derrotou o CSA por 3 a 0 no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 3ª fase da Copa do Brasil
foto: Mourão Panda/América

América derrotou o CSA por 3 a 0 no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 3ª fase da Copa do Brasil

O América apresentou uma reação imediata no sistema ofensivo após o retorno do técnico Vagner Mancini, que assumiu a vaga de Marquinhos Santos, demitido pela falta de resultados. Com os três gols marcados diante do CSA nesta terça-feira (19), no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 3ª rodada da Copa do Brasil, o Coelho chegou a oito tentos anotados em apenas três jogos sob o comando do novo treinador.
 
A defesa também tem se destacado neste início de trabalho do profissional. Desde sua reestreia à beira do gramado, Mancini viu o sistema defensivo ser vazado duas vezes (contra Atlético e Juventude). A intensidade e o controle da posse de bola no meio-campo têm ajudado o time a sofrer menos durante as partidas.
 
Com Mancini, a equipe americana balançou as redes nas três partidas que disputou até o momento. A primeira delas foi no empate por 1 a 1 com o Atlético, na última quarta-feira (14), no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo D da Copa Libertadores. O responsável pelo tento anotado foi o atacante Felipe Azevedo.
 
Depois disso, o América entrou em campo para enfrentar o Juventude, no domingo (17), pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, e goleou. O Coelho venceu o adversário gaúcho por 4 a 1, com gols do zagueiro Iago Maidana (duas vezes) e dos atacantes Felipe Azevedo e Pedrinho.
 

CSA 0 x 3 América: fotos do jogo pela terceira fase da Copa do Brasil


Já nesta terça-feira, o Alviverde balançou as redes do CSA três vezes, com o zagueiro Éder, o meio-campista Matheusinho e o atacante Pedrinho. Além de melhorar os números ofensivos com Mancini, o triunfo deixou o América muito próximo da vaga às oitavas de final da Copa do Brasil.


 

Desempenho com Marquinhos Santos

 
A mudança de postura no sistema de ataque é festejada pelos americanos porque Marquinhos Santos não vinha tendo bom resultado antes de ser demitido. O trabalho do treinador foi bastante questionado pelos torcedores logo depois da eliminação precoce no Campeonato Mineiro e durante as fases preliminares da Copa Libertadores.
 
Nesse período, o América não conseguiu marcar e vencer nenhum jogo em seus domínios na competição internacional. O único triunfo foi diante do Guaraní, no estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai, ainda na segunda fase, quando venceu por 3 a 2 no tempo normal.
 
Mas foi o desempenho da equipe nas derrotas para Independiente del Valle, pela fase de grupos da Libertadores, e Avaí, na estreia do Brasileirão, a 'gota d'água' para Marquinhos no comando do América.
 
Pouco inspirado, o Coelho apresentava muitas dificuldades para marcar gols e se via abalado pelos que sofria. Diante do Leão da Ilha, inclusive, o Alviverde teve dois jogadores expulsos e foi dominado pelo adversário.

Compartilhe