UAI

2

Jaílson brilha, gringos decidem e América vence o Athletico-PR no Horto

No dia em que o América comemorou seus 110 de história, Índio Ramírez completou jogada de Raul Caceres e marcou gol da vitória do Coelho no Horto

30/04/2022 18:26 / atualizado em 30/04/2022 19:43
compartilhe
Índio Ramírez marcou o gol que deu a vitória ao América sobre o Athletico-PR no Independência
foto: Ramon Lisboa/EM/D.A. Press

Índio Ramírez marcou o gol que deu a vitória ao América sobre o Athletico-PR no Independência



Feliz cumpleaños, América! A equipe alviverde se superou e comemorou seus 110 anos conquistando um importante triunfo por 1 a 0 no duelo contra o Athletico-PR, neste sábado (30), no Independência, pela 4ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. A vitória em Belo Horizonte veio muito em função da ótima atuação do goleiro Jaílson, mas brilhou mesmo a estrela do técnico Vagner Mancini. No segundo tempo, ele colocou Raul Caceres e Índio Ramírez em ação. O atacante recebeu assistência do lateral e marcou o gol do triunfo.



As mudanças de Mancini ainda ajudaram o Coelho a superar também o desgaste e o cansaço de uma temporada histórica com disputa da Copa Libertadores e a sequência na Série A do Brasileiro. Brilhou também Jaílson, com defesas importantíssimas. A nota triste do confronto ficou por conta do atacante Wellington Paulista, que retornou a campo depois de se recuperar de contusão na panturrilha e precisou sair de campo após sentir lesão na coxa.

América x Athletico-PR: fotos do jogo no Independência pela Série A



O resultado faz o América se restabelecer no Brasileiro. A equipe chega a seis pontos e subiu provisoriamente para 6ª posição na tabela. Embora possa cair algumas no complemento da rodada, o Coelho deve se manter na primeira página da tabela. Com a derrota, o Athletico-PR pode terminar a rodada na zona de rebaixamento.

Agora, a 'estrella sudamericana' do Coelho precisa brilhar também continentalmente. A sequência do América é tão difícil quanto especial. O próximo compromisso do clube na temporada é o clássico frente ao Atlético, marcado às 21h30 desta terça-feira, no Independência, pela quarta rodada da fase do Grupo D da Copa Libertadores. O Coelho busca uma recuperação na competição para tentar avançar às oitavas de final.

E tem clássico contra o Galo também pelo Brasileiro. Na próxima rodada, a equipe de Vagner Mancini enfrenta o rival, com mando alvinegro, no Mineirão, às 16h30 de sábado.

O jogo

O América iniciou o confronto com velocidade e tentando impor seu jogo. Logo aos 2 minutos, Patric roubou a bola na intermediária adversária e tabelou com Paulinho Boia antes de cruzar para Pedrinho balançar as redes do rival. Porém, o lateral americano estava impedido na troca de passes e o gol foi invalidado pela arbitragem.

Os donos da casa seguiram com ligeira vantagem na posse de bola e tentavam dar as cartas do jogo, mas o Furacão mostrava que era perigoso quando conseguia chegar próximo à área de Jaílson. Em chutes de longe, as duas equipes assustaram. Felipe Azevedo tentou e a bola desviou na defesa antes de Bento fazer a defesa. Do outro lado, Cuello chutou forte buscando o ângulo e a bola saiu por pouco.

O jogo chegou ao fim do primeiro tempo com mais equilíbrio nas ações. O Athletico-PR marcava bem e trabalhou melhor a posse de bola. Já o América era agudo e buscava o gol mais rapidamente. No entanto, ambas as equipes pecavam nas linhas de impedimento. O Furacão teve boa oportunidade com Christian, que parou em defesa de Jaílson. Pelo América, Paulinho Boia tentou de longe, para fora. Os dois impedidos.

Athletico-PR voltou para o segundo tempo mudando o panorama do jogo, buscando mais espaços para atuar no campo americano.Aos cinco minutos, Jailson fez grande defesa após finalização de cabeça de Pedro Henrique em jogada de escanteio. Do outro lado, o América contou com erro na saída de bola de Bento, aos 11. Paulinho Boia tomou, ajeitou e chutou forte, mas Bento se recuperou e defendeu antes da bola tocar na trave e ser afastada pela defesa.

O América parecia sentir o ritmo forte da temporada e o Athletico-PR aproveitava para subir suas linhas. Os visitantes quase abriram o placar aos 25, em jogada de escanteio. Éder e Jaílson bloquearam as finalizações já na pequena área e salvaram o Coelho. Os jogadores cercaram o árbitro pedindo pênalti na jogada, mas, em consulta ao VAR, Jefferson Ferreira de Moraes foi informado de que o braço do zagueiro estava em posição natural, colado ao corpo, e o jogo seguiu.

No momento em que parecia mais acuado no duelo, brilhou duas mudanças feitas por Vagner Mancini e o Coelho encaixou uma bela jogada para abrir o placar. Improvisado, o lateral-direito Raul Caceres desceu bem pela ponta esquerda e tocou para Índio Ramírez na área. O meia passou por Pedro Henrique, saiu cara a cara com Bento e tocou por baixo do goleiro do Furacão aos 29. 1 a 0.

O América se superou para segurar o resultado, mesmo com visível desgaste da seuqência da temporada em diferentes competições, e o brilho de Jaílson foi mais forte. O goleiro americano fez três excelentes defesas nos 10 minutos finais de partida, segurando a vitória e somando mais três pontos na conta do América na tabela.

Torcida do América na partida contra o Athletico-PR, no Independência



AMÉRICA 1 x 0 ATHLETICO-PR

América
Jailson; Patric, Iago Maidana, Éder e João Paulo (Raul Caceres); Lucas Kal, Juninho e Felipe Azevedo (Wellington Paulista) (Zé Ricardo); Matheusinho, Pedrinho (Conti) e Paulinho Boia (Ramírez)
Técnico: Vagner Mancini

Athletico-PR
Bento; Matheus Felipe, Pedro Henrique e Fasson (Abner Vinícius); Orejuela (Terans), Matheus Fernandes, Léo Cittadini, Christian (Canobbio) e Cuello (Vitinho); Vitor Bueno e Rômulo (Victor Roque)
Técnico: Fábio Carille

Gols: Índio Ramírez, aos 29 minutos do 1ºT (América)
Cartões amarelos: Jaílson (América)

Público: 2.433
Renda: R$ 33.765,00

Motivo: 4ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Data e horário: sábado, 30 de abril de 2022, às 16h30
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte

Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Compartilhe